Consórcio



Press Releases

31/01/2022

Matéria de janeiro 2022 - Dados dezembro de 2021

CONSÓRCIOS ENCERRAM 2021 COM CRESCIMENTOS E RECORDES HISTÓRICOS: VENDAS DE NOVAS COTAS, NEGÓCIOS E PARTICIPANTES ATIVOS
No ano do sexagésimo aniversário do Sistema de Consórcios, as perspectivas sinalizam maior presença da modalidade na economia

Presente nos mais diversos segmentos, os consórcios, como alternativa planejada para aquisição de bens móveis e imóveis e na contratação de serviços, apresentaram saldos altamente positivos, indo na contramão do cenário econômico.   

Nos doze meses do ano passado, o Sistema de Consórcios reafirmou sua postura de importância na economia brasileira com expressiva contribuição para o aquecimento dos negócios nos setores industrial, de comércio e de serviços. 

"No balanço anual, a modalidade bateu recordes históricos e demonstrou sua capacidade de crescer além das expectativas, quando comparada a outros setores", explica Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da ABAC Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios. 

Um exemplo pode ser observado no setor das duas rodas, onde a média mensal de contemplações proporcionou potencial aquisição de uma moto a cada duas comercializadas no mercado interno. Também no segmento automotivo, a presença consorcial esteve potencialmente em um a cada três veículos leves vendidos no país.

No segmento de veículos pesados, o consórcio mostrou sua importância ao propiciar, de forma econômica e planejada, a aquisição de caminhões, máquinas agrícolas e implementos rodoviários. Potencialmente, um a cada quatro caminhões negociados foram adquiridos por consórcio, ampliando ou renovando as frotas no setor de transportes. O agronegócio, fundamental para a economia nesse período de pandemia, também pôde contar com as vantagens do sistema para a aquisição de máquinas e equipamentos.

"Além de atender os objetivos pessoais, familiares, profissionais e empresariais, o Sistema de Consórcios provou estar, cada vez mais, presente na cultura financeira do consumidor", esclarece Rossi. "Ao ampliar os conhecimentos sobre educação financeira, o brasileiro tem procurado praticá-los, gerindo as finanças com responsabilidade, sem extravagâncias ou imediatismos, tornando sua vida financeira mais tranquila ao adquirir bens ou serviços de forma planejada e com custos mais baixos", completa.

De janeiro a dezembro, o acumulado de vendas atingiu 3,46 milhões de novas cotas, recorde histórico, com crescimento de 14,6% sobre as 3,02 milhões de adesões de 2020. Os negócios também bateram recorde, ao alcançar a marca dos R$ 222,26 bilhões, 35,8% acima dos R$ 163,63 bilhões apurados no mesmo período do ano anterior. Ao registrar crescimentos e recordes ao longo de 2021, o total de consorciados ativos encerrou dezembro com 8,37 milhões de participantes, 6,9% maior que os 7,83 milhões verificados naquele mesmo mês em 2020.

 

Em paralelo, o acumulado de consorciados contemplados chegou a 1,40 milhão, 15,7% acima das 1,21 milhão verificadas em 2020. Estas contemplações totalizaram R$ 65,72 bilhões em créditos, potencialmente injetados na economia para aquisição de bens e contratação de serviços, 24,8% superior aos R$ 52,64 bilhões de um ano antes.
 

O tíquete médio de dezembro foi R$ 67,64 mil, o segundo maior do ano, anotando alta de 27,8% sobre o valor de R$ 52,93 verificado em 2020, ratificando o interesse do consumidor e provocando crescimento dos negócios realizados em 2021. 

 


Ao projetar os negócios para este ano, o presidente da ABAC comentou que "em 2022, ano em que o consórcio completa 60 anos, poderemos, apesar das turbulências de um ano eleitoral, repetir o bom desempenho alcançado em 2021. Enquanto as boas perspectivas apoiam-se no crescente aumento de conhecimento do consumidor sobre educação financeira, a expectativa é que o planejamento seja incorporado na rotina do brasileiro. Importante lembrar que, apesar das projeções para 2022 indicarem recuo nos índices inflacionários, ainda assim teremos patamares relativamente altos de inflação, o que mantém o consumidor mais cauteloso ao adquirir bens e serviços.

Durante 2021, a participação dos consórcios na economia brasileira pode ser avaliada pelos totais de créditos concedidos e potencialmente inseridos, por exemplo, nos mercados automotivo e imobiliário. No acumulado do ano o Sistema de Consórcios assinalou 33,8% de potencial presença no setor de automóveis, utilitários e camionetas. Enquanto no setor de motocicletas, houve 51,9% de potencial participação no de veículos pesados, a relação para caminhões foi de 26,2%, no mesmo período.

          

 


No segmento imobiliário, de janeiro a novembro, as contemplações representaram potenciais 9,6% de participação no total de imóveis financiados, incluindo os consórcios.

 


Do acumulado anual de 3,46 milhões de adesões, a distribuição setorial ficou assim: 1,45 milhão de adesões de veículos leves; 1,12 milhão de motocicletas; 496,95 mil de imóveis; 182,60 mil de veículos pesados, 129,66 mil de eletroeletrônicos; e 82,04 mil de serviços. A média mensal de 288,67 mil, anotada nos doze meses, foi 14,7% acima da verificada no mesmo período de 2020, quando chegou a 251,67 mil vendas.

Esse bom desempenho verificado nas adesões, gerou negócios que somaram, de janeiro a dezembro, R$ 222,26 bilhões, dos quais R$ 19,92 bilhões foram acrescentados no último mês, o que corresponde a alta de 52,1% em relação ao mesmo mês no ano passado, quando atingiram R$ 13,10 bilhões. 

 

Nos 8,37 milhões de participantes ativos, a modalidade registrou alta de 51,3% nos eletroeletrônicos e outros bens duráveis; 22,6% nos serviços; 21,6% nos veículos pesados; 13,4% nos imóveis; 3,7% nos veículos leves; e 3,2% nas motocicletas. 

Entre os acumulados de novas cotas comercializadas dos doze meses, nos últimos dez anos, pode-se constatar que o de 2021, com 3,46 milhões de adesões, foi recorde histórico e o melhor da década.
 
 

O número de 1,40 milhão de consorciados contemplados em 2021 foi o segundo melhor patamar verificado desde 2012, ficando praticamente empatado com o 1,41 milhão de 2015.

 

No total de consorciados contemplados de janeiro a dezembro -  1,40 milhão -, estão incluídas as 599,44 mil cotas de motocicletas; 585,19 mil de veículos leves; 85,44 mil de imóveis; 50,62 mil de veículos pesados; 47,14 mil de serviços; e 33,06 mil de eletroeletrônicos. A média mensal chegou a 116,67 mil, 15,7% acima do atingido no ano passado, com 100,83 mil contemplações.

No encerramento de 2021, o Sistema de Consórcios atingiu 8,37 milhões de participantes ativos, um dos mais altos registrado nos 59 anos de história, divididos em 81,3% no setor de veículos automotores, 14,1% nos imóveis, 2,4% em serviços e 2,2% em eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis. 
 
 

Ao término de 2021, a economia brasileira apresentou, ainda em estimativas, resultados abaixo do esperado, considerando as dificuldades enfrentadas. Nas justificativas expostas para os indicadores estão a inflação crescente; taxa de juros ascendente, escassez de insumos, pequena reação na redução do desemprego e, consequentemente, menos pessoas consumindo; influência das oscilações do dólar, que pressionam diretamente os preços finais de energia, combustíveis e, por decorrência, os alimentos. Na mesma análise, verifica-se que o Sistema de Consórcios pontuou constantes evoluções, diferente do cenário nacional.

"Acreditamos que o Sistema de Consórcios deverá ocupar espaço cada vez maior entre os que pretendem adquirir bens ou contratar serviços, administrando parte de sua renda de maneira mais conservadora e optando por introduzir o mecanismo como uma das formas de aquisição em seus negócios", diz Rossi.

NÚMEROS DO SISTEMA DE CONSÓRCIOS 
ESTIMATIVAS SEGUNDO A ASSESSORIA ECONÔMICA DA ABAC 
 
Resumo geral e setorial das vendas de novas cotas 
  
O Sistema de Consórcios manteve o ritmo dos bons resultados ao longo dos doze meses, de janeiro a dezembro. Também elevou a média mensal de vendas, inclusive com alta no tíquete médio e consequente recorde no acumulado dos negócios realizados no período. 

Dos seis indicadores, cinco registraram alta nas somas das comercializações: veículos pesados, com 67,9%; eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis, com 67,8%; imóveis, com 34,9%; veículos leves, com 10,7%; e, motocicletas, com 7,3%. Somente um apontou redução: serviços, com ?24,2%, que pouco interferiu no avanço geral de 14,6% nas vendas acumuladas de janeiro a dezembro.

O SISTEMA DE CONSÓRCIOS - GERAL 
 
PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS EM GRUPOS EM ANDAMENTO)
- 8,37 MILHÕES (DEZEMBRO/2021)
- 7,83 MILHÕES (DEZEMBRO/2020)
  CRESCIMENTO: 6,9%
 
VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
- 3,46 MILHÕES (JANEIRO-NOVEMBRO/2021)
- 3,02 MILHÕES (JANEIRO-NOVEMBRO/2020) 
   CRESCIMENTO: 14,6%
 
VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS
- R$ 222,26 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021)
- R$ 163,63 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020)   
  CRESCIMENTO: 35,8%
 
TÍQUETE MÉDIO (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
- R$ 67,64 MIL (DEZEMBRO/2021)
- R$ 52,93 MIL (DEZEMBRO/2020)
  CRESCIMENTO: 27,8%

CONTEMPLAÇÕES (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
- 1,40 MILHÃO (JANEIRO-DEZEMBRO/2021)
- 1,21 MILHÃO (JANEIRO-DEZEMBRO/2020)   
  CRESCIMENTO: 15,7%

VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS
- R$ 65,72 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021)
- R$ 52,64 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020)
  CRESCIMENTO: 24,8%

ATIVOS ADMINISTRADOS*
- R$ 281 BILHÕES (JUNHO/2021)
- R$ 254 BILHÕES (JUNHO/2020)
  CRESCIMENTO: 10,6%
 
PATRIMÔNIO LÍQUIDO AJUSTADO*
- R$ 20,06 BILHÕES (JUNHO/2021)
- R$ 17,38 BILHÕES (JUNHO/2020)
  CRESCIMENTO: 15,4%

PARTICIPAÇÃO NO PIB DE 2020
 3,9%
 
TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES PAGOS*
 - R$ 1,93 BILHÕES (JANEIRO-JUNHO/2021)
 - R$ 1,58 BILHÕES (JANEIRO-JUNHO/2020)
   CRESCIMENTO: 22,2%

Fontes:  
  *) Banco Central do Brasil   
**) ABAC 

O SISTEMA DE CONSÓRCIOS - SETORES  
 
VEÍCULOS AUTOMOTORES EM GERAL (LEVES, PESADOS E MOTOS) 
MAIOR SEGMENTO DENTRO DOS CONSÓRCIOS FECHA BALANÇO EM ALTA

Nos doze meses, as vendas de novas cotas nos grupos de consórcios de automotores, incluindo veículos leves, motocicletas e veículos pesados, avançaram 11,7%. O crescimento contribuiu para o aumento dos negócios que tiveram alta de 32,9% no setor.

Em paralelo, o acumulado de contemplados evoluiu aumentou 17,0%, com os correspondentes créditos disponibilizados avançando 27,9%, potencialmente injetados no mercado consumidor dos diversos setores.

PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)  
- 6,81 MILHÕES (DEZEMBRO/2021) 
- 6,51 MILHÕES (DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 4,6%
 
VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS) 
- 2,76 MILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 2,47 MILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 11,7%
 
VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 128,54 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$   96,72 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 32,9%
  
CONTEMPLAÇÕES (CONSORCIADOS QUE TIVERAM POSSIBILIDADE DE COMPRAR BENS) 
- 1,24 MILHÃO (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 1,06 MILHÃO (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 17,0% 

VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 49,16 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$ 38,44 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 27,9%

PARTICIPAÇÃO DOS CONSÓRCIOS EM CRÉDITOS CONCEDIDOS
PERCENTUAL DO TOTAL INCLUINDO FINANCIAMENTO*, LEASING* E CONSÓRCIO**
20,0% (JANEIRO A NOVEMBRO/2021 - R$ 44.63 BILHÕES SOBRE R$ 223,66 BILHÕES)
19,8% (JANEIRO A NOVEMBRO/2020 - R$ 34,31 BILHÕES SOBRE R$ 172,92 BILHÕES)
Fontes:  
  *) Banco Central do Brasil   
**) ABAC 

VEÍCULOS LEVES NOVOS (AUTOMÓVEIS, CAMIONETAS, UTILITÁRIOS)  
2021 TERMINA COM 1,45 MILHÃO DE ADESÕES E NEGÓCIOS ACIMA DOS R$ 72 BILHÕES

O consórcio de veículos leves é o maior em número de participantes ativos no Sistema. No encerramento do ano, observou-se a ampliação em 19,5% dos negócios, superando os R$ 72 bilhões.

Neste setor, que inclui automóveis, camionetas e utilitários, houve alta também nas adesões, consorciados ativos, tíquete médio, contemplações e créditos concedidos.

A média mensal das vendas alcançou 120,8 mil novas cotas, 10,6% acima das 109,2 mil atingidas em 2020.

 

As mais de 585 mil contemplações de veículos leves potencialmente injetadas no mercado nacional, propiciaram 33,8% de participação nas comercializações do mercado interno, que totalizaram 1,73 milhão. Portanto, um veículo a cada três vendidos, considerada a divulgação da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). 
 
PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS) 
- 3,98 MILHÕES (DEZEMBRO/2021) 
- 3,84 MILHÕES (DEZEMBRO/2020)
  CRESCIMENTO: 3,6% 
 
VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS) 
- 1,45 MILHÃO (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 1,31 MILHÃO (JANEIRO-DEZEMBRO/2020)  
CRESCIMENTO: 10,7% 
 
VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 72,82 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$ 60,93 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 19,5% 

TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA) 
- R$ 50,05 MIL (DEZEMBRO/2021) 
- R$ 49,13 MIL (DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 1,9%  

CONTEMPLAÇÕES* (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS) 
- 585,19 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 523,55 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 11,8%   
* EM RAZÃO DE PARCERIA ENTRE ABAC E B3, ESTE INDICADOR PODERÁ SER DESDOBRADO POR REGIÕES E POR ALGUNS ESTADOS, BASEADO NAS UTILIZAÇÕES DOS CRÉDITOS NO PERÍODO MENCIONADO.  
 
VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 29,43 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$ 23,89 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 23,2%




MOTOCICLETAS 
DUAS RODAS CRESCEM EM CONTEMPLAÇÕES E CRÉDITOS CONCEDIDOS EM 2021
 
No consórcio de motocicletas está o segundo maior volume de participantes ativos, houve crescimento em todos os indicadores. Os principais destaques estiveram nas contemplações e nos créditos concedidos.

As vendas de novas cotas, na somatória anual, atingiram 6,7% acima de 2020. Também os correspondentes créditos comercializados registraram aumento em 2021.  

A média mensal das vendas chegou a 93,3 mil novas cotas, 6,6% acima das 87,5 mil atingidas em 2020.

 

As quase 600 mil contemplações, acumuladas de janeiro a dezembro, corresponderam a potencial compra de 52,8% do mercado interno, que totalizou pouco mais de 930 mil unidades comercializadas, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). O percentual correspondeu a pouco mais de uma moto a cada duas comercializadas no país.  

PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS) 
- 2,36 MILHÕES (DEZEMBRO/2021) 
- 2,29 MILHÕES (DEZEMBRO/2020) 
CRESCIMENTO: 3,0%
 
VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS) 
- 1,12 MILHÃO (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 1,05 MILHÃO (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
CRESCIMENTO: 6,7%
 

VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 16,52 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$ 14,77 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 11,8% 
 
TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA) 
- R$ 15,25 MIL (DEZEMBRO/2021) 
- R$ 13,96 MIL (DEZEMBRO/2020) 
 CRESCIMENTO: 9,2%

CONTEMPLAÇÕES* (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS) 
- 599,44 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 492,16 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
   CRESCIMENTO: 21,8%
* EM RAZÃO DE PARCERIA ENTRE ABAC E B3, ESTE INDICADOR PODERÁ SER DESDOBRADO POR REGIÕES E POR ALGUNS ESTADOS, BASEADO NAS UTILIZAÇÕES DOS CRÉDITOS NO PERÍODO MENCIONADO.  
 
VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 8,81 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$ 6,90 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 27,7% 


VEÍCULOS PESADOS (CAMINHÕES, ÔNIBUS, SEMIRREBOQUES, TRATORES, IMPLEMENTOS) 
O SETOR QUE MAIS CRESCEU EM 2021 COM DESTAQUE PARA OS TRANSPORTES E AGRONEGÓCIO
 
Com grande explosão, os consórcios de pesados, que reúne caminhões, tratores, implementos rodoviários e agrícolas apresentaram crescimentos além das expectativas. Voltado ao transporte rodoviário de cargas e de passageiros, além do agronegócio, o setor registrou crescimento de 86,5% nos negócios consequentes do aumento de 67,9% verificado nas vendas de novas cotas, considerando também os 15,9% de avanço do tíquete médio.

Nos doze meses, todos os demais indicadores setoriais ? participantes, contemplações e créditos concedidos ? também evoluíram. 

A média mensal das novas vendas chegou a 15,2 mil cotas, mais de 67% sobre as 9,1 mil contabilizadas em 2020.

 

As 33,75 mil contemplações só de caminhões, acumuladas de janeiro a dezembro, corresponderam a potencial compra de 26,2% do mercado interno, que totalizou 128.826 mil unidades vendidas, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Aquele percentual equivaleu a um caminhão a cada quatro comercializados no país. 

PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS) 
- 462,26 MIL (DEZEMBRO/2021) 
- 380,12 MIL (DEZEMBRO/2020) 
CRESCIMENTO: 21,6%  

VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS) 
- 182,60 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 108,77 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 67,9%  
 
VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 39,20 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$ 21,02 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 86,5%  
 
TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA) 
- R$ 272,67 MIL (DEZEMBRO/2021) 
- R$ 235,33 MIL (DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 15,9%   
 
CONTEMPLAÇÕES (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS) 
- 50,62 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 40,44 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 25,2%   

VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 10,92 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$   7,65 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 42,7%  
   
IMÓVEIS 
SONHO DO BRASILEIRO EM ALTA NOS CONSÓRCIOS, EM 2021  

Ao lembrar que o principal sonho do brasileiro é a casa própria, o consórcio de imóveis, terceiro maior setor em número de participantes, registrou bons resultados no período de janeiro a dezembro do ano passado.

Com quase 35% de aumento nas vendas de novas cotas e pouco mais de 40% de alta nos negócios realizados, o setor se destacou por se tratar também de investimentos para formação ou ampliação de patrimônio. A média mensal das novas vendas atingiu 41,4 mil cotas, 34,9% sobre as 30,7 mil de 2020.

As mais de 85 mil contemplações, acumuladas no ano, evidenciaram a grande procura com possível injeção financeira acima de R$ 15 bilhões. Com dados de novembro, houve potencial participação de 9,6% da modalidade no total de 887,04 mil imóveis financiados no período, incluindo os consórcios, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

 

UTILIZAÇÃO DO FGTS NO CONSÓRCIO DE IMÓVEIS ?JANEIRO A DEZEMBRO

Em 2021, 3.588 consorciados-trabalhadores, participantes dos grupos de consórcios de imóveis, utilizaram parcial ou totalmente seus saldos nas contas do FGTS para pagar parcelas, ou quitar débitos, bem como ofertar valores em lances ou complementar créditos, totalizando R$ 179,15 milhões, de acordo com o Cepas/Caixa. 

 

 PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS) 
- 1,18 MILHÃO (DEZEMBRO/2021) 
- 1,04 MILHÃO (DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 13,5%
 
VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS) 
- 496,95 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 368,42 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 34,9% 

VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
- R$ 91,65 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$ 65,28 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
  CRESCIMENTO: 40,4%  

TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA) 
- R$ 182,20 MIL (DEZEMBRO/2021) 
- R$ 184,81 MIL (DEZEMBRO/2020) 
  RETRAÇÃO: 1,4%

CONTEMPLAÇÕES (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS) 
- 85,44 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 76,89 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
 CRESCIMENTO: 11,1%  

VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 15,73 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$ 13,53 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 16,3% 

SERVIÇOS 
NEGÓCIOS APROXIMAM-SE DO BILHÃO DE REAIS EM 2021 

Ao contar com flexibilidade e diversidade na utilização dos créditos, quando da contemplação, o consórcio de serviços apontou crescimento no total de participantes, contemplações e créditos concedidos. 
 
O crescimento gradativo, ainda menor que o obtido anteriormente, sinaliza a recuperação setorial com quase um bilhão de reais em negócios, no acumulado de janeiro a dezembro de 2021.

A média mensal das novas vendas chegou a 6,8 mil cotas, 24,2% inferior às 9,0 mil alcançadas em 2020.

 

Com mais de 550 milhões de reais em créditos disponibilizados, as contemplações puderam potencialmente injetar recursos em atividades diversificadas.  Trata-se de situação exclusiva do consórcio de serviços face as suas peculiaridades. A realização dos objetivos observada pelos consumidores reafirma as vantagens da modalidade como prazos mais longos oferecidos, baixa taxa mensal de administração com consequente custo final menor, manutenção do poder de compra e às parcelas mensais acessíveis aos orçamentos individuais, familiares ou, até mesmo, empresariais.

PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS) 
- 195,93 MIL (DEZEMBRO/2021) 
- 159,75 MIL (DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 22,6%  
 
VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS) 
-   82,04 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 108,16 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  RETRAÇÃO: 24,2% 

VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$    976,29 MILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$ 1,14 BILHÃO (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  RETRAÇÃO: 14,4%  
 
TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA) 
- R$ 14,15 MIL (DEZEMBRO/2021) 
- R$ 14,29 MIL (DEZEMBRO/2020) 
  ESTÁVEL

CONTEMPLAÇÕES (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE CONTRATAR SERVIÇOS) 
- 47,14 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 42,44 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 11,1%
 
VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 551,09 MILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$ 461,55 MILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 19,4%  


ELETROELETRÔNICOS E OUTROS BENS MÓVEIS DURÁVEIS 
ELETROS SURPREENDEM E NEGÓCIOS CRESCEM MAIS DE 110%, EM 2021 
 
No encerramento de 2021, o consórcio de eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis apontou crescimento de 125,5% nos negócios, a partir do aumento de 67,76% nas adesões.

Houve ainda avanços em consorciados contemplados e em créditos disponibilizados, sinalizando boas expectativas para este ano.
 
A média mensal das novas vendas chegou a 10,8 mil cotas, quase 70% maior que as 6,4 mil atingidas em 2020.


 


PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS) 
- 183,85 MIL (DEZEMBRO/2021) 
- 121,52 MIL (DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 51,3% 
  
VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS) 
- 129,65 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
-   77,28 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 67,7%  

 VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 1,10 BILHÃO (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$    487,18 MILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 125,5%  
 
TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA) 
- R$ 9,93 MIL (DEZEMBRO/2021) 
- R$ 6,39 MIL (DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 55,4%  
 
CONTEMPLAÇÕES (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS) 
- 33,05 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- 32,47 MIL (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 1,8%  
 
VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO) 
- R$ 281,86 MILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2021) 
- R$ 212,83 MILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2020) 
  CRESCIMENTO: 32,43% 
.................................................................................................................................................. 

NOVA CARTILHA DIGITAL
A ABAC Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios disponibiliza a cartilha digital Transforme Sonhos em Projetos ? Planejamento, Poupança e Crédito Consciente.
Com conteúdo orientando a transformação de sonhos em projetos, a cartilha é baseada na essência da educação financeira, que ensina a gerenciar o dinheiro, planejar e poupar para o futuro, e, inclusive, se proteger contra fraudes.
Para acessar a cartilha digital, acesse o site www.abac.org.br e clique em Blog da ABAC ? Educação Financeira.


CAMPANHA INSTITUCIONAL
"Chegou sua vez. Vai de Consórcio"
Acesse:

SABER FINANCEIRO - UM SITE FOCADO EM EDUCAÇÃO FINANCEIRA
A Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios disponibiliza 
um canal de comunicação para consumidores e investidores financeiros 
Focado no tema "Educação Financeira".
O novo site da entidade - https://saberfinanceiro.org.br - disponibiliza conteúdo exclusivo 
Sobre o assunto, que possibilita aos interessados testar seus conhecimentos 
E melhorar sua compreensão sobre o mercado financeiro.

NOVIDADE - CONSÓRCIOS DE A A Z NA INTERNET
A Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios proporciona 
vídeos e podcasts na internet com informações sobre a modalidade.
A ABAC, entidade representativa do Sistema de Consórcios, está disponibilizando mais informações 
sobre a modalidade por meio de um novo e exclusivo site: https://consorciodeaaz.org.br.

GUIA CONSÓRCIOS DE A A Z 
A Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios coloca à disposição o 
Guia Consórcios de A a Z.

Todas as informações sobre o Sistema de Consórcios, desde a adesão até o encerramento do grupo. Acesse: https://materiais.abac.org.br/guia-consorcio-de-a-a-z 
 
                                    

 
 
PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO ABAC - PCA 10 
A Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios oferece o Programa de Certificação ABAC, destinado aos profissionais de vendas e representantes de administradoras de consórcios, sejam associadas ou não à entidade de classe. Trata-se da primeira certificação exclusiva do Sistema de Consórcios, o PCA10. 
 
CONHEÇA A CARTILHA "NA CORDA BAMBA" SOBRE EDUCAÇÃO FINANCEIRA 
 
 
 
  

 
outras informações sobre o sistema de consórcios podem ser encontradas no site https://abac.org.br. 
voltado ao consumidor, o portal conta com uma estrutura simples e intuitiva para incentivar o leitor a navegar e conhecer mais sobre os consórcios. 
 
jornalista, cadastre-se na sala de imprensa do nosso site - http://abac.org.br/imprensa/cadastrode-jornalistas. 
 
acompanhe também os consórcios pelo twitter ? https://twitter.com/abacweb

Mais informações: 
Jornais, Emissoras de Televisão, 
Revistas, Sites e Emissoras de Rádio 
Claudio Licciardi 
Celular: (11) 9.8258-0444 
E-mails: prscc@dglnet.com.br; 

Assessoria Abac

Rua Avanhandava, 126 - 5º andar

São Paulo - SP - CEP 01306-901

Tel.:(11) 3155-5252 - e-mail: assessoriadeimprensa@abac.org.br