Consórcio



Press Releases

09/01/2019

Matéria Extra - Potenciais participações dos consórcios - 3º trimestre 2018 - janeiro 2019

POTENCIAL PARTICIPAÇÃO DOS CONSÓRCIOS SEGUE EM ALTA NAS VENDAS NO MERCADO INTERNO DE VEÍCULOS DESDE 2009
Setor de Imóveis mostra estabilidade

A assessoria econômica da ABAC Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios concluiu levantamento sobre o desempenho da potencial participação das contemplações nas vendas do mercado interno dos setores de veículos (leves, caminhões e motocicletas) e no de imóveis de 2009 até o acumulado dos nove meses de 2018, segundo dados disponibilizados pelo Banco Central do Brasil.

No setor de motocicletas, mesmo com as oscilações negativas ocorridas em 2010, 2011 e 2017, e do maior percentual atingido em 2016, houve aumento de 15,9 pontos de 2009 até o final da somatória de janeiro a setembro de 2018 na possível participação do total de contemplados nas vendas internas acumuladas. Iniciou com 37,5% e saltou para 53,4%. 

O crescimento também foi significativo no setor de caminhões: de 23,7% alcançado em 2009, atingiu 47% (jan-set/2018), ou seja, 23,3 pontos percentuais de alta, o que comprova a grande presença da modalidade também nos pesados. O mais alto percentual obtido aconteceu em 2017, com 62,6%, sendo 15,6 pontos acima do atual.

A venda de veículos leves novos, via consórcio, anotou 27,1% de potencial presença na soma dos três trimestres de 2018, pouco mais do triplo, 7,8%, obtidos em 2009. A mais alta ocorreu em 2016, com 30,5%.

As contemplações no setor imobiliário, após observarem oscilações entre 2009 e 2014, apresentaram médias de potencial participação de avanços consecutivos nos últimos três anos (2015, 2016 e 2017), estabilizando-se nos nove meses de 2018. Ao evoluírem de 11,4% (2014) para 27,5% (jan-set/2018), apontaram aumento de 16,1 pontos percentuais, isto é pouco mais acima do dobro conquistado há cinco anos.


SETOR POR SETOR

Motocicletas e Motonetas

Nos nove meses de 2018, o setor de motos obteve a melhor média nacional (53,4%) de potencial participação do Sistema de Consórcios nas vendas internas, mesmo sendo 7,8 pontos inferiores ao obtido em 2017. O resultado, que indica pouco mais de duas a cada quatro motos comercializadas no acumulado dos três trimestres daquele ano, pode ter sido alcançado pela modalidade.

O maior índice foi registrado no Piauí com 108,2%. Na sequência, tivemos Tocantins com 107,4% e Rondônia com 87%. A média da região Norte foi a maior com 79,3%, acima dos 67,2% da do Nordeste e da do Centro-Oeste com 53,7%, terceira colocada.
 

No ano passado, na comparação entre a soma dos nove meses com a do primeiro semestre, houve ligeira baixa com retração de 0,9 ponto percentual, ficando em 53,4%. Antes era 54,3%.


Caminhões

A segunda melhor média nacional de possível participação dos consórcios no mercado interno foi registrada em caminhões do setor de veículos pesados. Apesar de vivenciar a paralisação do transporte rodoviário de carga durante o último mês de maio, o segmento, considerado como um dos termômetros da economia por espelhar o nível das atividades no país, mostrou importante presença na comercialização de caminhões na somatória dos três trimestres de 2018.

A média nacional desse período foi de 47%, 15,6 pontos percentuais inferior à de 2017, ou seja, quase duas unidades a cada quatro vendidas. Regionalmente, Centro-Oeste e Sul atingiram 73,7% e 49%, respectivamente, enquanto a região Norte alcançou 45,5%. Entre os estados, Mato Grosso chegou a 95,4%, superando Rio Grande do Sul com 78,2% e Goiás com 68,8%.

 
Em 2018, na relação da soma dos três trimestres com o primeiro semestre, houve retração: a baixa foi de 51,9% para 47%.
 

Veículos Leves

Com o maior número de consorciados ativos no Sistema de Consórcios, o setor de veículos leves [automóveis, utilitários e camionetas] obteve a média nacional de 27,1% de potencial participação da modalidade nas vendas internas. Com quase um veículo a cada três comercializados, o totalizado de janeiro a setembro de 2018 apresentou ligeira retração de 1,3 ponto percentual em relação a 2017. 

Os estados da Bahia com 55,3%, Tocantins com 48,1% e Mato Grosso com 45,2% foram os três primeiros classificados no país. A maior média regional foi a do Nordeste, alavancada pelo resultado alcançado na Bahia, que atingiu 36,8%. Na sequência, tivemos o Centro-Oeste com 32,6% e Sul com 28,9%.
 

Quando comparamos a somatória dos três trimestres com a do primeiro semestre de 2018, observou-se uma redução de 1,4 ponto. Enquanto no período de janeiro a setembro o resultado ficou em 27,1%, de janeiro a junho foi 28,9%.

 
Para o presidente executivo da ABAC, Paulo Roberto Rossi, "os dados totalizados nos nove meses do ano passado mostraram retrações nos diversos setores de veículos e imóveis, resultantes do encerramento de grupos nos anos de crise vividos recentemente e sem correspondentes novos lançamentos. Apesar das dificuldades, o Sistema de Consórcios reagiu e apontou destaques nos estados do Centro-Oeste e Nordeste, para pessoa física ou jurídica, registrando um perfil de consumidor que planeja e pratica a essência da educação financeira para conquistar seus objetivos".

Para assumir novos compromissos financeiros e consciente de suas responsabilidades, o consumidor analisa custos, faz comparações e programa prazos de pagamento. "Destaque-se que, mais atento sobre suas finanças pessoais, familiares e até empresariais, esse consumidor tem considerado sua capacidade financeira norteada pelos limites mensais do seu orçamento", complementa Rossi.

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS ESTÁVEL

Ao manter a média de quase um a cada três imóveis ter sido adquirido pela modalidade, o setor encerrou os três trimestres de 2018 com 27,5% de possível participação. 

Constituído por consorciados que visam a casa própria, por aqueles que objetivam adquirir seus próprios imóveis comerciais ou ainda por quem busca usufruir rendimentos extras quando da aposentadoria, os dados apresentaram estabilidade nas quase 54 mil contemplações contabilizadas no acumulado de janeiro a setembro do ano passado, em relação ao mesmo período de 2017.

Na eventual participação dos consórcios no setor de imóveis, o estado do Paraná voltou a conquistar o primeiro lugar entre todos estados, com 41,9%, no final do acumulado dos três trimestres de 2018, ficando acima, inclusive, das médias de todas as regiões e mais alta que a média nacional. Na segunda colocação ficou o Espírito Santo com 33,9%, seguido pelo Rio Grande do Sul com 33,2%.

Os bons resultados obtidos por Paraná e Rio Grande do Sul colocaram novamente a região Sul na primeira posição entre as regiões, com 35,2%. Em segundo ficou a Sudeste com 26,9% e em terceiro a Norte com 22,8%.
 

Na relação da totalização dos três trimestres com o primeiro semestre de 2018, foi registrada retração de 2,7 pontos percentuais, em razão da queda da média nacional de 30,2%, de janeiro a junho, para 27,5%, de julho a setembro.



GRÁFICOS SETORIAIS DE 2017

Para comparar as performances dos nove meses de 2018 com às de 2017, os gráficos abaixo mostram as possíveis participações das Unidades da Federação e Distrito Federal em barras azuis. As regiões estão na cor amarela enquanto a média nacional está em vermelho.

MOTOCICLETAS
 

CAMINHÕES


VEÍCULOS LEVES
       

IMÓVEIS


SOBRE O SISTEMA DE CONSÓRCIOS

De acordo com o último balanço divulgado pela ABAC, de janeiro a outubro de 2018, as vendas de novas cotas do Sistema de Consórcios alcançaram 2,11 milhões de adesões, apontando 7,2% de evolução sobre o mesmo período de 2017, quando atingiram 1,97 milhão. 

Nesse período, os negócios consorciais aumentaram 3% e superaram a marca dos R$ 85,8 bilhões contra os R$ 83,2 bilhões de 2017. As contemplações mostraram retração de 1,9%, acumulando 994,8 mil, com R$ 33,5 bilhões em créditos concedidos.

Até outubro último, havia 7,060 milhões de participantes ativos em todos os setores onde o mecanismo está presente: veículos automotores, imóveis, serviços e eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis.
..................................................................................................................................................

CONHEÇA O MAIS NOVO LANÇAMENTO DA ABAC:
A CARTILHA "NA CORDA BAMBA" SOBRE EDUCAÇÃO FINANCEIRA


OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA DE CONSÓRCIOS PODEM SER ENCONTRADAS NO SITE www.abac.org.br

Clique em A ABAC e conheça nossas cartilhas:
Prof. Ábaco e seus alunos: uma história de bons colegas, um grande mestre e as melhores aplicações.
Consórcio, a arte de poupar em grupo!
Consórcio + FGTS = Casa Própria.
Baixe também a Planilha de Custos para controlar seu orçamento mensal que está inserida na cartilha Consórcio, uma poupança programada.

ACOMPANHE TAMBÉM OS CONSÓRCIOS PELO TWITTER - www.twitter.com/abacweb.
JORNALISTA, CADASTRE-SE NA SALA DE IMPRENSA DO NOSSO SITE - www.abac.org.br

ATENÇÃO: ACESSE O SITE DA ABAC.
VOLTADO AO CONSUMIDOR, O PORTAL CONTA COM UMA ESTRUTURA SIMPLES E INTUITIVA PARA INCENTIVAR O LEITOR A NAVEGAR E CONHECER MAIS SOBRE OS CONSÓRCIOS.
                           
Mais informações:
Jornais, Emissoras de Televisão,                                                 
Revistas, Sites e Emissoras de Rádio
Claudio Licciardi                                   
Celular: (11) 9.8258-0444                       

Assessoria Abac

Rua Avanhandava, 126 - 5º andar

São Paulo - SP - CEP 01306-901

Tel.:(11) 3155-5252