Consórcio



Press Releases

13/10/2017

Matéria de outubro de 2017 - Dados de agosto de 2017

NOVAMENTE CONSÓRCIOS BATEM RECORDE DE VENDAS EM AGOSTO E ADESÕES SUPERAM 1,5 MILHÃO EM OITO MESES
Volume de negócios ultrapassa R$ 63 bilhões e cresce 26,2% 
em relação ao ano passado


O Sistema de Consórcios voltou a bater recorde de vendas de novas cotas no ano. Com o total de 216,5 mil adesões, a modalidade sustentou em agosto o ritmo de crescimento registrado nos sete meses anteriores. O acumulado dos oito primeiros meses atingiu 1,520 milhão de unidades com 7,1% de alta sobre as 1,419 milhão registradas no mesmo período em 2016. 

Novamente, os maiores volumes de vendas mensal por setor foram: veículos leves com 105 mil; imóveis com 28,5 mil; veículos pesados com 6,15 mil, serviços com 3,5 mil e eletroeletrônicos com 2,35 mil cotas, que representaram no aumento total do mecanismo.

Os créditos comercializados relativos às adesões atingiram R$ 63,47 bilhões (jan-ago/2017), 26,2% maior que os R$ 50,29 bilhões apurados no mesmo período de 2016. O tíquete médio de R$ 46,8 mil de agosto, também recorde do ano, foi 33,7% superior que os R$ 35,0 mil do mesmo mês no ano passado.

"O aumento das adesões, anotado mês após mês desde janeiro, aliado às altas dos créditos comercializados e do tíquete mensal, ratificam a grande procura pelo mecanismo em 2017, sinalizando comportamento consciente do consumidor", esclarece Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da ABAC Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios. "Nos três indicadores analisados nota-se que todos expressam altas constantes, resultado da consciência sobre a essência da educação financeira aplicada na gestão das finanças pessoais ou familiares".

Paralelamente, enquanto os indicadores de vendas avançaram, os de contemplações se retraíram. Nos oito primeiros meses, o acumulado de 808,6 mil consorciados contemplados foi 6,7% menor que os 867 mil da mesma época de um ano antes. Nos correspondentes créditos concedidos, foi observada estabilidade entre os R$ 26,06 bilhões de 2017 em relação aos R$ 26,30 bilhões de 2016.

Apesar da alta na comercialização de novas cotas, o volume de consorciados ativos permaneceu estável em relação à média anual de 6,93 milhões de participantes e fechou em 6,88 milhões (ago/2017), 1,7% inferior aos 7 milhões anteriores (ago/2016).

A somatória das adesões de agosto, mais uma vez, foi expressiva em cinco dos seis setores onde o consórcio está presente, inclusive com recorde mensal do ano em todos: veículos automotores leves e pesados, imóveis, serviços e eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis. O maior percentual foi no de serviços, com alta de 90%. A seguir vieram eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis com 36,7%; imóveis com 17,9%; veículos leves com 14,3%; e veículos pesados com 12%. O setor de motocicletas e motonetas registrou retração de - 5,3%. 

"Em razão da gradual recuperação sentida em vários setores da economia, o Sistema de Consórcios tem denotado saldo positivo há 16 meses (desde maio do ano passado), o que, além de ser fator de reativação dos negócios nos diversos elos da cadeia produtiva, comprova o quanto os consumidores que desejam adquirir bens ou contratar serviços têm optado pela modalidade, economizando e gerenciando com responsabilidade suas finanças", diz Rossi.


PLANEJAMENTO DO FUTURO

O crescimento constante das adesões às cotas de consórcio pode ser explicado também pelo maior entendimento do consumidor sobre a essência da educação financeira, que planeja o futuro por meio da modalidade e assume compromissos dentro de suas capacidades financeiras.

O aumento de 15 pontos percentuais no volume de consumidores que planejaram a adesão ao consórcio é a confirmação de que os interessados vêm programando a aquisição de bens e a contratação de serviços, pensando nos próximos anos. No registro, o salto de 67% (2016) para 82% (2017) ratifica a mudança positiva e responsável de comportamento na gestão de consumo.


PERSPECTIVAS ATÉ O FINAL DO ANO

A economia, seguindo sua tendência de recuperação, pode ser exemplificada pelo IMC Indicador de Movimento do Comércio, que registrou desempenho positivo de 2,2% nas vendas do varejo quando comparado a julho, na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

Também a indústria, apesar da retomada lenta no início do segundo semestre, indicou estar se consolidando em um processo de reativação da atividade econômica, segundo o IEDI Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial. Os destaques ficaram por conta de 16 setores em 24 que registraram crescimento.

"Ao vivenciar uma inflação estável e com indicadores da economia apontando tendência de crescimento, o consumidor tem mudado seu comportamento e optado pelo consórcio como forma de investir com responsabilidade. Ao utilizar os conhecimentos sobre educação financeira para gerir melhor suas finanças pessoais, tem também assumido compromissos financeiros dentro de seu orçamento", diz Rossi. "Com isso", continua, "depois de oito meses de crescimento, acreditamos que o Sistema de Consórcios possa fechar 2017 expandindo os negócios, desde que o ritmo econômico presente se mantenha".

NOVOS RECORDES EM VENDAS DE NOVAS COTAS

Em agosto, as adesões mensais registraram novos recordes no ano. As 216,5 mil vendas propiciaram o avanço da média dos oito primeiros meses para 189,9 mil, 7% maior que a de 177,4 mil apontada no mesmo período do ano passado, reafirmando a procura crescente pela modalidade.


O tíquete médio mensal também anotou alta e saltou de R$ 36,8 mil em janeiro deste ano para R$ 46,8 mil em agosto último, recorde de crescimento com 27,2%. No ano passado, a evolução foi de R$ 33,6 mil (janeiro) para R$ 35 mil (agosto), com aumento de 4,2%.

A diferença verificada entre as médias registradas no oitavo mês de cada período foi positiva em   R$ 11,8 mil, com a de 2017 maior que a de 2016, em razão da alta do tíquete médio de motocicletas.


O volume de R$ 10,15 bilhões em créditos comercializados bateu o recorde do ano. Entre o total de cada mês, de janeiro a agosto, houve alta de 56,9% sobre os R$ 6,47 bilhões iniciais. No mesmo período em 2016, a alta foi de 36,2%, relativa ao aumento de R$ 5,67 bilhões para R$ 7,72 bilhões. Na comparação entre as somas dos meses de agosto de cada ano, 2017 levou vantagem de 31,5% sobre a do ano passado.


PATRIMÔNIO LÍQUIDO AJUSTADO E ATIVOS MAIORES REVELAM CONFIANÇA E CREDIBILIDADE DO CONSUMIDOR NO SISTEMA DE CONSÓRCIOS

No fechamento semestral do Sistema de Consórcios, o Patrimônio Líquido Ajustado (PLA) - soma do capital mais reservas das administradoras de consórcios - cresceu 22,6% sobre o mesmo período do ano passado. De acordo com dados disponibilizados pelo Banco Central do Brasil, a evolução partiu de R$ 8,55 bilhões em junho de 2016 e chegou a R$ 10,48 bilhões no mesmo mês deste ano.

Também os Ativos Administrados (AA) - soma dos recebíveis e das disponibilidades e aplicações financeiras - dos grupos de consórcios em andamento, avançaram 10,5% no mesmo período: de R$ 172 bilhões, atingiu R$ 190 bilhões.

Segundo o presidente executivo da ABAC, "as altas nos dois indicadores comprovam a segurança e a liquidez do Sistema, apesar de ainda vivenciarmos períodos de turbulência na política e na economia, com dados que revelam a confiança do consumidor e a credibilidade do mecanismo".

O crescimento dos negócios propiciou maior arrecadação de tributos e das contribuições sociais pelas administradoras de consórcios, ao anotar 10,7% mais na relação 2017 sobre 2016. Em junho último, o total alcançou R$ 1,34 bilhões versus R$ 1,21 bilhões contabilizados há um ano.

RESUMO DO SISTEMA DE CONSÓRCIOS

NÚMEROS DO SISTEMA DE CONSÓRCIOS
ESTIMATIVAS SEGUNDO A ASSESSORIA ECONÔMICA DA ABAC 

DE JANEIRO A AGOSTO, NEGÓCIOS CRESCERAM 26,2%, TÍQUETE AUMENTOU 33,7% E VENDAS DE NOVAS COTAS BATERAM RECORDE EM AGOSTO

NO MÊS DE AGOSTO, AS ADESÕES ANOTARAM RECORDE DO ANO COM MAIS DE 216 MIL NOVAS VENDAS. NO ACUMULADO DO ANO, JANEIRO A AGOSTO, HOUVE ALTA DE 7,1% COM MAIS DE 1,5 MILHÃO DE UNIDADES. OS NEGÓCIOS REALIZADOS CRESCERAM 26,2%.

O TÍQUETE MÉDIO TAMBÉM BATEU RECORDE EM AGOSTO AO ATINGIR R$ 46,8 MIL COM ALTA DE 33,7%, SINALIZANDO MAIS NEGÓCIOS FECHADOS COM CRÉDITOS MAIORES.

 
NA SOMATÓRIA DOS OITO PRIMEIROS MESES, AS CONTEMPLAÇÕES ESTIVERAM EM BAIXA E OS RESPECTIVOS CRÉDITOS CONCEDIDOS APONTARAM ESTABILIDADE.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS 
  (CONSORCIADOS EM GRUPOS EM ANDAMENTO)
  - 6,88 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 7,00 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  RETRAÇÃO: 1,7%

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
   - 1,520 MILHÃO (JANEIRO-AGOSTO/2017)
   - 1,419 MILHÃO (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   CRESCIMENTO: 7,1%

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS
 - R$ 63,47 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
 - R$ 50,29 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   CRESCIMENTO: 26,2%

- TÍQUETE MÉDIO GERAL (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 46,8 MIL (AGOSTO/2017)
  - R$ 35,0 MIL (AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 33,7%

- CONTEMPLAÇÕES
   (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
   - 808,6 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
   - 867,0 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   RETRAÇÃO: 6,7%

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS
 - R$ 26,06 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
 - R$ 26,30 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  ESTÁVEL

PATRIMÔNIO LÍQUIDO AJUSTADO E ATIVOS MAIORES REVELAM CONFIANÇA E CREDIBILIDADE DO CONSUMIDOR NO SISTEMA DE CONSÓRCIOS

ATIVOS ADMINISTRADOS*
- R$ 190 BILHÕES (JUNHO/2017)
- R$ 172 BILHÕES (JUNHO/2016)
  CRESCIMENTO: 10,5%

PATRIMÔNIO LÍQUIDO AJUSTADO*
- R$ 10,48 BILHÕES (JUNHO/2017)
- R$   8,55 BILHÕES (JUNHO/2016)
  CRESCIMENTO: 22,6%

NEGÓCIOS REALIZADOS GERAM EMPREGOS
E ARRECADAÇÃO DE TRIBUTOS

TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES PAGOS*
 - R$ 1,34 BILHÕES (JANEIRO-JUNHO/2017) 
 - R$ 1,21 BILHÕES (JANEIRO-JUNHO/2016)
   CRESCIMENTO: 10,7% 

EMPREGOS GERADOS DIRETOS E INDIRETOS
   - MAIS DE 250 MIL**

Fontes: 
*  Banco Central do Brasil  
** ABAC

O SISTEMA DE CONSÓRCIOS DIVIDIDO POR SETORES 

VEÍCULOS AUTOMOTORES EM GERAL 
ALTA DE QUASE 20% NOS NEGÓCIOS CONSORCIAIS NOS OITO PRIMEIROS MESES 

OS NEGÓCIOS REALIZADOS TIVERAM ALTA DE QUASE 20% GERADOS POR AUMENTO DE 4,9% NO VOLUME DE NOVAS COTAS VENDIDAS DE JANEIRO A AGOSTO, EM RELAÇÃO AO MESMO PERÍODO DO ANO PASSADO.

  

NOS GRUPOS EM ANDAMENTO DE VEÍCULOS LEVES E NOS DE PESADOS, AS ADESÕES FORAM AS MAIORES DO ANO. AS DE MOTOS MOSTRARAM RETRAÇÃO EM RELAÇÃO AO ANO PASSADO, APESAR DO CRESCIMENTO DE 4,4% REGISTRADO EM AGOSTO SOBRE JULHO DESTE ANO, SALTANDO DE 68 MIL PARA 71 MIL.

A PARTICIPAÇÃO DOS CRÉDITOS CONCEDIDOS NA SOMA DE VALORES DISPONIBILIZADOS POR FINANCIAMENTO, LEASING E CONSÓRCIO EM VEÍCULOS AUTOMOTORES, NOS OITO PRIMEIROS MESES DO ANO, ATINGIU 25,1%, RESPONDENDO POR R$ 21,28 BILHÕES DO TOTAL DE R$ 84,83 BILHÕES.

AO OBSERVARMOS OS NÚMEROS DIVULGADOS PELO BANCO CENTRAL E AVALIADOS PELA ASSESSORIA ECONÔMICA DA ABAC, NOTAMOS QUE HOUVE RETRAÇÃO DE 3,8 PONTOS NA COMPARAÇÃO DO PERCENTUAL ATINGIDO ESTE ANO COM O MESMO PERÍODO DE 2016.

PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS) 
  - 5,99 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 6,14 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  RETRAÇÃO: 2,4% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
   - 1,316 MILHÃO (JANEIRO-AGOSTO/2017)
   - 1,254 MILHÃO (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   CRESCIMENTO: 4,9% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
   - R$ 40,36 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
   - R$ 33,68 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   CRESCIMENTO: 19,8% 
 
- CONTEMPLAÇÕES
   (CONSORCIADOS QUE TIVERAM POSSIBILIDADE DE COMPRAR BENS)
   - 747,8 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
   - 806,9 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   RETRAÇÃO: 7,3% 
 
- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
   - R$ 21,28 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
   - R$ 21,49 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   ESTÁVEL 

- PARTICIPAÇÃO DOS CONSÓRCIOS EM CRÉDITOS CONCEDIDOS
  (PERCENTUAL DO TOTAL INCLUINDO FINANCIAMENTO*, LEASING* E CONSÓRCIO**)
  - 25,1% (JANEIRO-AGOSTO 2017) - R$ 21,28 BILHÕES SOBRE R$ 84,83 BILHÕES
  - 28,9% (JANEIRO-AGOSTO 2016) - R$ 21,49 BILHÕES SOBRE R$ 74,38 BILHÕES
   REDUÇÃO: 3,8 PONTOS PERCENTUAIS

Fontes: 
  *) Banco Central do Brasil  
  **) ABAC

VEÍCULOS LEVES (AUTOMÓVEIS, CAMIONETAS, UTILITÁRIOS) 
COM NOVO RECORDE DE VENDAS EM AGOSTO, ACUMULADO DE ADESÕES AUMENTOU 14,3% E NEGÓCIOS CRESCERAM 22,5% EM OITO MESES

AS VENDAS DE NOVAS COTAS NO SETOR DE VEÍCULOS LEVES, QUE INCLUI AUTOMÓVEIS, UTILITÁRIOS E CAMIONETAS, FORAM RECORDE NOVAMENTE EM AGOSTO, COM 105 MIL ADESÕES. 

O INDICADOR DE VENDAS ACUMULADAS NOS OITO PRIMEIROS MESES REGISTROU ALTA DE 14,3% SOBRE O TOTAL DO MESMO PERÍODO DO ANO PASSADO AO SE APROXIMAR DAS 720 MIL COTAS.

OS OUTROS INDICADORES - COTAS COMERCIALIZADAS, TÍQUETE MÉDIO, PARTICIPANTES, CONTEMPLAÇÕES E CRÉDITOS CONCEDIDOS - TAMBÉM ANOTARAM CRESCIMENTO.

    

DE JANEIRO A AGOSTO, A POTENCIAL PARTICIPAÇÃO DAS CONTEMPLAÇÕES NAS VENDAS DO MERCADO INTERNO FOI DE 29%. ESSE PERCENTUAL CORRESPONDEU A QUASE TRÊS A CADA DEZ VEÍCULOS COMERCIALIZADOS NO PAÍS POR MEIO DOS CONSÓRCIOS.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 3,45 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 3,25 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 6,2% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 719,1 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 629,3 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 14,3% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 30,30 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - R$ 24,73 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 22,5% 

- TÍQUETE MÉDIO (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 43,5 MIL (AGOSTO/2017)
  - R$ 39,3 MIL (AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 10,7% 

- CONTEMPLAÇÕES*
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 355,5 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 345,0 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 3% 
* EM RAZÃO DE PARCERIA ENTRE ABAC E B3, ESTE INDICADOR PODERÁ SER DESDOBRADO POR REGIÕES E POR ALGUNS ESTADOS, BASEADO NAS UTILIZAÇÕES DOS CRÉDITOS NO PERÍODO MENCIONADO. 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 14,50 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - R$ 13,98 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 3,7% 

MOTOCICLETAS E MOTONETAS
TÍQUETE MAIOR EM 15,6% PROVOCOU AUMENTO DE 4,3% NOS NEGÓCIOS, NOS OITO PRIMEIROS MESES DO ANO

A RECUPERAÇÃO NO SETOR DE MOTOCICLETAS E MOTONETAS INICIADA EM ABRIL, QUE NÃO SE REPETIU EM JULHO, VOLTOU A ACONTECER EM AGOSTO. COM ISSO, O ACUMULADO DE VENDAS DO ANO, AINDA INFERIOR AO DE 2016, REGISTROU CRESCIMENTO E ULTRAPASSOU 560 MIL ADESÕES.

OS RESPECTIVOS CRÉDITOS COMERCIALIZADOS, EM RAZÃO DA ALTA DE MAIS DE 15% NO TÍQUETE MÉDIO MENSAL, MOSTRARAM AUMENTO DE 4,3%.

OS OUTROS INDICADORES DO CONSÓRCIO DE MOTOS - ACUMULADOS DE VENDAS E DE CONTEMPLAÇÕES, CRÉDITOS CONCEDIDOS E CONSORCIADOS ATIVOS - MANTIVERAM-SE INFERIORES AOS DO ANO PASSADO.

  

DE JANEIRO A AGOSTO, A POTENCIAL PARTICIPAÇÃO DAS CONTEMPLAÇÕES NAS VENDAS DO MERCADO INTERNO FOI DE 70,3%. ESSE PERCENTUAL CORRESPONDEU A SETE A CADA DEZ MOTOS COMERCIALIZADAS NO PAÍS POR MEIO DOS CONSÓRCIOS.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 2,27 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 2,62 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  RETRAÇÃO: 13,4% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 562,1 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 593,8 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   RETRAÇÃO: 5,3% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 4,81 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - R$ 4,61 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
 CRESCIMENTO: 4,3%

- TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 8,9 MIL (AGOSTO/2017)
  - R$ 7,7 MIL (AGOSTO/2016)
 CRESCIMENTO: 15,6%

- CONTEMPLAÇÕES*
   (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 372,5 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 441,9 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   RETRAÇÃO: 15,7%
* EM RAZÃO DE PARCERIA ENTRE ABAC E B3, ESTE INDICADOR PODERÁ SER DESDOBRADO POR REGIÕES E POR ALGUNS ESTADOS, BASEADO NAS UTILIZAÇÕES DOS CRÉDITOS NO PERÍODO MENCIONADO. 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - 3,98 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 4,70 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
    RETRAÇÃO: 15,3%

VEÍCULOS PESADOS 
(CAMINHÕES, ÔNIBUS, SEMIRREBOQUES, TRATORES, IMPLEMENTOS)
NOVAMENTE EM AGOSTO ADESÕES BATERAM RECORDE, ENQUANTO OS NEGÓCIOS AUMENTARAM MAIS DE 20% EM OITO MESES

NO MÊS DE AGOSTO, AS ADESÕES NO SETOR DE VEÍCULOS PESADOS FORAM RECORDE NO ANO, COM 6,15 MIL UNIDADES VENDIDAS.

NO ACUMULADO DOS OITO PRIMEIROS MESES DO ANO, AS VENDAS DE NOVAS COTAS DO CONSÓRCIO DE VEÍCULOS PESADOS MOSTRARAM CRESCIMENTO DE 12% EM COMPARAÇÃO AO MESMO PERÍODO DO ANO PASSADO. OS CRÉDITOS COMERCIALIZADOS CORRESPONDENTES TAMBÉM TIVERAM ALTA: MAIS DE 20%.

O TÍQUETE MÉDIO EM AGOSTO SUPEROU R$ 154 MIL, COM AUMENTO DE QUASE 17% EM RELAÇÃO AO MESMO MÊS DE 2016. 

    

OUTROS INDICADORES COMO PARTICIPANTES E CRÉDITOS CONCEDIDOS ESTIVERAM ESTÁVEIS ENQUANTO AS CONTEMPLAÇÕES MOSTRARAM RETRAÇÃO.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 276,5 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 278,0 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  ESTÁVEL

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 35,10 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 31,33 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 12% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 5,25 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - R$ 4,35 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 20,7% 

- TÍQUETE MÉDIO (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 154,2 MIL (AGOSTO/2017)
  - R$ 131,9 MIL (AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 16,9% 

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 19,75 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 20,05 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  RETRAÇÃO: 1,5% 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 2,79 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - R$ 2,81 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  ESTÁVEL 

IMÓVEIS
ADESÕES AUMENTARAM 17,9%, ENQUANTO NEGÓCIOS TIVERAM ALTA DE 38,9% COM TÍQUETE MÉDIO MENSAL CRESCENDO 21,9%

COM AS ADESÕES DE AGOSTO BATENDO RECORDE NOVAMENTE AO ATINGIR 28,5 MIL NOVAS VENDAS, O ACUMULADO NOS OITO PRIMEIROS MESES DO ANO REGISTROU ALTA DE 17,9% NO CONSÓRCIO DE IMÓVEIS.

O TÍQUETE MÉDIO DE AGOSTO CRESCEU 21,9%, ENQUANTO NEGÓCIOS AVANÇARAM 38,9% NO ACUMULADO DE JANEIRO A AGOSTO.

    

O INDICADOR DAS CONTEMPLAÇÕES FOI O ÚNICO A APONTAR REDUÇÃO ENQUANTO O DOS CRÉDITOS CONCEDIDOS CORRESPONDENTES FICOU ESTÁVEL.

NOS OITO PRIMEIROS MESES DESTE ANO, POUCO MAIS DE 2,25 MIL CONSORCIADOS-TRABALHADORES PARTICIPANTES DOS GRUPOS DE CONSÓRCIOS DE IMÓVEIS UTILIZARAM PARCIAL OU TOTALMENTE SEUS SALDOS NAS CONTAS DO FGTS, APROXIMANDANDO-SE DOS R$ 90 MILHÕES.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 810 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 800 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 1,3% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 170,15 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 144,30 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 17,9% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 22,90 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - R$ 16,49 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 38,9% 

- TÍQUETE MÉDIO (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 138,8 MIL (AGOSTO/2017)
  - R$ 113,9 MIL (AGOSTO/2016)
   CRESCIMENTO: 21,9% 

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 46,95 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 47,69 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  RETRAÇÃO: 1,6%

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 4,71 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - R$ 4,74 BILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  ESTÁVEL

FGTS NO CONSÓRCIO DE IMÓVEIS
NOS OITO PRIMEIROS DO ANO, QUASE R$ 90 MILHÕES DO FGTS FORAM UTILIZADOS NO CONSÓRCIO DE IMÓVEIS

O uso parcial ou total dos saldos das contas do FGTS somou R$ 89,315 milhões, feitos por 2.259 trabalhadores-participantes do consórcio de imóveis, no acumulado de janeiro a agosto deste ano.

 
Fonte: CAIXA-Gepas

ELETROELETRÔNICOS E OUTROS BENS MÓVEIS DURÁVEIS
RECORDE DE VENDAS EM AGOSTO CONTRIBUIU PARA NEGÓCIOS CRESCEREM 46,2%

EM AGOSTO, AS ADESÕES NO SETOR DE ELETROELETRÔNICOS E OUTROS BENS MÓVEIS DURÁVEIS VOLTARAM A BATER RECORDE DO ANO COM 2,35 MIL NOVAS VENDAS. 

O ACUMULADO DE VENDAS NOS OITO PRIMEIROS MESES DO ANO COM 36,7% DE ALTA, EM RELAÇÃO AO MESMO PERÍODO DE 2016, CONFIRMOU A RECUPERAÇÃO INICIADA NO ANO PASSADO. OS NEGÓCIOS RELATIVOS À ESSA COMERCIALIZAÇÃO AVANÇARAM 46,2%. 

COM 8,4% DE AUMENTO, O TOTAL DE PARTICIPANTES SEGUIU CRESCENDO EM AGOSTO. 


OS ACUMULADOS DE CONTEMPLAÇÕES E DE CRÉDITOS CONCEDIDOS FORAM OS ÚNICOS INDICADORES QUE ESTIVERAM EM BAIXA. 

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 29,00 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 26,75 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 8,4%

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 13,10 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  -   9,58 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 36,7%

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 64,49 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - R$ 44,12 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 46,2%

- TÍQUETE MÉDIO (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 5,1 MIL (AGOSTO/2017)
  - R$ 4,6 MIL (AGOSTO/2016)
  CRESCIMENTO: 10,9%

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  -  5,12 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  -  5,29 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   RETRAÇÃO: 3,2% 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 27,40 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - R$ 28,26 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   RETRAÇÃO: 3% 

SERVIÇOS
NEGÓCIOS CRESCERAM 105,9% COM ADESÕES AUMENTANDO 90% EM OITO MESES, ENQUANTO VENDAS DE NOVAS COTAS BATERAM RECORDE EM AGOSTO

NOVAMENTE, O SETOR COM MAIOR CRESCIMENTO PERCENTUAL NAS VENDAS DE NOVAS COTAS FOI O DE SERVIÇOS COM 90%, COM OS NEGÓCIOS SUPERANDO OS 100% DE AUMENTO EM CRÉDITOS COMERCIALIZADOS.

HOUVE ALTA TAMBÉM NOS INDICADORES DE CONTEMPLAÇÕES E DE CRÉDITOS CONCEDIDOS, ALÉM DO DE PARTICIPANTES ATIVOS.

    

EM SÍNTESE, TODOS OS INDICADORES FORAM POSITIVOS, REAFIRMANDO A GRANDE PROCURA PELOS CRÉDITOS QUE OBJETIVAM REALIZAÇÕES PESSOAIS, FAMILIARES OU ATÉ EMPRESARIAIS.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 47,50 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 35,25 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   CRESCIMENTO: 34,8% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 19,95 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 10,50 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   CRESCIMENTO: 90% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 143,68 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - R$   69,78 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   CRESCIMENTO: 105,9% 

- TÍQUETE MÉDIO (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 7,4 MIL (AGOSTO/2017)
  - R$ 6,5 MIL (AGOSTO/2016)
   CRESCIMENTO: 13,8%

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE CONTRATAR SERVIÇOS)
  - 8,81 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - 7,10 MIL (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   CRESCIMENTO: 24,1% 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 49,02 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2017)
  - R$ 39,56 MILHÕES (JANEIRO-AGOSTO/2016)
   CRESCIMENTO: 23,9% 

.......................................................................................................................................................................................

OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA DE CONSÓRCIOS PODEM SER ENCONTRADAS NO SITE www.abac.org.br

Clique em A ABAC e conheça nossas cartilhas:
Prof. Ábaco e seus alunos: uma história de bons colegas, um grande mestre e as melhores aplicações.
Consórcio, a arte de poupar em grupo!
Consórcio + FGTS = Casa Própria.
Baixe também a Planilha de Custos para controlar seu orçamento mensal que está inserida na cartilha Consórcio, uma poupança programada.

ACOMPANHE TAMBÉM OS CONSÓRCIOS PELO TWITTER - www.twitter.com/abacweb.
JORNALISTA, CADASTRE-SE NA SALA DE IMPRENSA DO NOSSO SITE - www.abac.org.br

ATENÇÃO: ACESSE O SITE DA ABAC.
VOLTADO AO CONSUMIDOR, O PORTAL CONTA COM UMA ESTRUTURA SIMPLES E INTUITIVA PARA INCENTIVAR O LEITOR A NAVEGAR E CONHECER MAIS SOBRE OS CONSÓRCIOS.

CONHEÇA A NOVA CAMPANHA: CONSÓRCIO, COMPRA COLABORATIVA.

CONTA AINDA COM RECURSO PARA GARANTIR ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL: UM TRADUTOR DE TEXTOS DO PORTUGUÊS PARA LIBRAS.

                            
Mais informações:
Jornais, Emissoras de Televisão,                                                 
Revistas, Sites e Emissoras de Rádio
Claudio Licciardi                                   
Celular: (11) 9.8258-0444                       

Assessoria Abac

Rua Avanhandava, 126 - 5º andar

São Paulo - SP - CEP 01306-901

Tel.:(11) 3231-5022