Consórcio



Press Releases

29/08/2018

Matéria Extra - agosto de 2018 - Potenciais participações dos consórcios

EM DEZ ANOS, AUMENTA POTENCIAL PARTICIPAÇÃO DOS CONSÓRCIOS NAS VENDAS NO MERCADO INTERNO DE MOTOS E CAMINHÕES
Presença também cresce no setor de Veículos Leves

Prevalece estabilidade no setor de Imóveis no ano

A assessoria econômica da ABAC Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios concluiu levantamento sobre o desempenho da potencial participação das contemplações nos setores de veículos e de imóveis de 2009 até o primeiro semestre de 2018, de acordo com dados disponibilizados pelo Banco Central do Brasil.

No setor de motocicletas, mesmo com as oscilações negativas ocorridas em 2010, 2011 e 2017, e do maior percentual atingido em 2016, houve aumento de 16,8 pontos de 2009 até o final dos seis meses deste ano na possível participação do total de contemplados nas vendas internas acumuladas. Iniciou com 37,5% e saltou para 54,3%. 

O crescimento também foi expressivo no setor de caminhões: de 23,7% indicado em 2009, alcançou 51,9% (jan-jun/2018), ou seja, 28,2 pontos percentuais de alta, percentual que comprova a força da modalidade também nos pesados. O mais alto percentual obtido foi no ano passado, com 62,6%, 10,7 pontos acima do atual.

A venda de veículos leves novos ou seminovos, via consórcio, contabilizou 28,5% de potencial presença no primeiro semestre deste ano, um pouco mais do triplo em comparação aos 7,8% obtidos no mesmo período de 2009. O mais alto foi em 2016, com 30,5%.

No setor imobiliário, as contemplações, após observarem altas e baixas entre 2009 e 2014, apresentaram médias de potencial participação que avançaram consecutivamente nos últimos três anos (2015, 2016 e 2017), estabilizando-se nos seis primeiros meses de 2018. Ao evoluírem de 11,4% (2014) para 30,2% (jan-jun/2018), apresentaram alta de 18,8 pontos percentuais, isto é 2,6 vezes o conquistado há quatro anos. 


SETOR POR SETOR

Motocicletas e Motonetas

Neste ano, o setor de motos obteve a melhor média nacional (54,3%) de potencial participação do Sistema de Consórcios nas vendas internas, mesmo sendo 9,3 pontos inferiores ao auferido anteriormente. O resultado, que aponta pouco mais de duas a cada quatro motos comercializadas nos seis primeiros meses deste ano, pode ter sido alcançado pela modalidade. 

Os índices maiores estiveram em dois estados que se apresentaram acima de 100%: o primeiro colocado foi o Piauí com 110,3%, seguido por Tocantins com 106,9%. Na sequência tivemos Pará com 85,4%. A média da região Norte foi a maior com 80,2%, acima dos 68,1% do Nordeste, segunda colocada, e Centro-Oeste com 55,5%, na terceira posição.


Na comparação entre o segundo e o primeiro trimestre deste ano, houve ligeira baixa com retração de 56,8% para 54,3%.

 
Caminhões

A segunda melhor média nacional de possível participação dos consórcios no mercado interno foi registrada no setor de veículos pesados. Apesar de vivenciar a paralisação do transporte rodoviário de carga durante o último mês de maio, o segmento, considerado como um dos termômetros da economia por espelhar o nível das atividades no país, apresentou importante presença na comercialização de caminhões no primeiro semestre deste ano. 

A média nacional no acumulado do primeiro e segundo trimestres de 2018 foi de 51,9%, 10,7 pontos percentuais menor que a do mesmo intervalo de tempo de 2017, ou seja, pouco mais de duas unidades a cada quatro vendidas. Regionalmente, Centro-Oeste e Sul ficaram com 83,4% e 55%, respectivamente. Entre os estados, só um dos três primeiros classificados esteve acima dos 100%. Mato Grosso, com 104,1%, superou Rio Grande do Sul, com 84,4% e Mato Grosso do Sul, com 78%.

 
Na relação do segundo trimestre com o primeiro deste ano, houve retração. A baixa foi de 56,6% para 51,9%.
 

Veículos Leves

Com o maior volume de participantes ativos no Sistema de Consórcios, o setor de veículos leves [automóveis, utilitários e camionetas] alcançou a média nacional de 28,5% de potencial participação da modalidade nas vendas internas. Com quase um veículo a cada três comercializados, o acumulado de janeiro a junho deste ano esteve estável com 0,1 ponto percentual acima do mesmo período de 2017. 

Os estados da Bahia com 59,4%, Tocantins com 48,7% e Mato Grosso com 47,7% foram os três primeiros classificados no país. A maior média regional foi do Nordeste, alavancada pelo resultado alcançado na Bahia, que atingiu 38,7%. Na sequência, tivemos o Centro-Oeste com 33,3% e Norte com 29,7%.


Quando comparamos o primeiro trimestre deste ano com o segundo, observou-se uma diferença de 2,5 pontos em favor do primeiro. Enquanto no período de janeiro a março chegou a 31%, de abril a junho atingiu 28,5%.


Segundo o presidente executivo da ABAC, Paulo Roberto Rossi, "apesar de pequenas retrações, as principais razões da forte presença do Sistema de Consórcios no segmento de veículos automotores como caminhões, leves e motocicletas, com destaque para estados no Centro-Oeste e Nordeste, tanto para pessoa física como a jurídica, mostram um perfil de consumidor planejador que pratica a essência da educação financeira para concretizar seus objetivos".

Ao assumir novos compromissos financeiros, análise de custos, comparações e prazos de pagamento, fazem parte dos fatores de decisão. "Importante destacar que, mais consciente e atento sobre suas finanças pessoais, familiares e até empresariais, o consumidor tem considerado sua capacidade financeira norteada pelos limites mensais do seu orçamento", complementa Rossi.

A CADA TRÊS IMÓVEIS VENDIDOS, UM PODE TER SIDO POR CONSÓRCIO

Ao manter a média de um a cada três imóveis ter sido adquirido pela modalidade, o setor de imóveis fechou o semestre com 30,2% de potencial participação. Formado por consorciados que visam a casa própria, por aqueles que objetivam adquirir seus próprios imóveis comerciais ou ainda por quem busca usufruir rendimentos extras para aumentar a aposentadoria, os resultados indicaram estabilidade com viés de alta nos negócios consorciais, considerando a somatória daqueles realizados pelo SBPE Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo e os pelo Sistema de Consórcios. 

O estado do Paraná repetiu o primeiro lugar entre os estados, com 47,5%, no primeiro semestre de 2018, ficando acima, inclusive, das médias de todas as regiões e mais alta que a média nacional. No segundo lugar ficou Rio Grande do Sul com 37,6% e em seguida tivemos Espírito Santo com 35,3%.

Os bons resultados obtidos por Paraná e Rio Grande do Sul colocaram a região Sul na primeira posição, com 40,4%. Em segundo ficou a do Sudeste com 29,3% e a do Norte com 24%.
 

Na relação do segundo trimestre deste ano com o primeiro, foi registrada pequena alta de 0,8 ponto percentual. O aumento levou a média de 29,4% para 30,2%.
 

GRÁFICOS SETORIAIS DE 2017

Para comparar as performances do primeiro semestre de 2018 com às de 2017, os gráficos abaixo mostram as potenciais participações das Unidades da Federação e Distrito Federal em barras azuis. As regiões estão na cor amarela enquanto a média nacional está em vermelho.

MOTOCICLETAS


CAMINHÕES


VEÍCULOS LEVES
       

IMÓVEIS
 

SOBRE O SISTEMA DE CONSÓRCIOS

De acordo com o último balanço divulgado pela ABAC, no primeiro semestre de 2018 as vendas de novas cotas do Sistema de Consórcios alcançaram 1,22 milhão de adesões, apontando 10,9% de crescimento sobre o mesmo período de 2017, quando atingiram 1,10 milhão. 

Nesse período, os negócios consorciais avançaram 10% e ultrapassaram os R$ 48,3 bilhões contra os R$ 43,9 bilhões do ano anterior. As contemplações mostraram retração de 1,5%, acumulando 595,1 mil, com R$ 20,1 bilhões em créditos concedidos.

Até junho do presente ano, havia 7,012 milhões de consorciados ativos em todos os setores onde o mecanismo está presente: veículos automotores, imóveis, serviços e eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis.
................................................................................................................................................................................

CONHEÇA O MAIS NOVO LANÇAMENTO DA ABAC:
A CARTILHA "NA CORDA BAMBA" SOBRE EDUCAÇÃO FINANCEIRA


. OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA DE CONSÓRCIOS PODEM SER ENCONTRADAS NO SITE www.abac.org.br

Clique em A ABAC e conheça nossas cartilhas:
Prof. Ábaco e seus alunos: uma história de bons colegas, um grande mestre e as melhores aplicações.
Consórcio, a arte de poupar em grupo!
Consórcio + FGTS = Casa Própria.
Baixe também a Planilha de Custos para controlar seu orçamento mensal que está inserida na cartilha Consórcio, uma poupança programada.

ACOMPANHE TAMBÉM OS CONSÓRCIOS PELO TWITTER - www.twitter.com/abacweb.
JORNALISTA, CADASTRE-SE NA SALA DE IMPRENSA DO NOSSO SITE - www.abac.org.br

ATENÇÃO: ACESSE O SITE DA ABAC.
VOLTADO AO CONSUMIDOR, O PORTAL CONTA COM UMA ESTRUTURA SIMPLES E INTUITIVA PARA INCENTIVAR O LEITOR A NAVEGAR E CONHECER MAIS SOBRE OS CONSÓRCIOS.
                           
Mais informações:
Jornais, Emissoras de Televisão,                                                 
Revistas, Sites e Emissoras de Rádio
Claudio Licciardi                                   
Celular: (11) 9.8258-0444                       

Assessoria Abac

Rua Avanhandava, 126 - 5º andar

São Paulo - SP - CEP 01306-901

Tel.:(11) 3155-5252