Consórcio



Press Releases

20/06/2018

Matéria de junho de 2018 - Dados de abril de 2018

ADESÕES AOS CONSÓRCIOS NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE BATEM RECORDE DOS ÚLTIMOS CINCO ANOS
Total de participantes ativos cresce quase 2% nos últimos sete meses

Com 788 mil vendas de novas cotas, o Sistema de Consórcios bateu o recorde quadrimestral dos últimos cinco anos, na somatória de todos os setores onde a modalidade está presente. Em comparação com as 727,5 mil do mesmo período de 2017, houve aumento de 8,3% e, somente em abril deste ano, as adesões somaram 211 mil, o recorde do ano, sendo 8,2% maior que as 195 mil totalizadas no mesmo mês do ano passado.
   

Os negócios consorciais decorrentes dessas vendas avançaram 5,8%, quando relacionado ao mesmo quadrimestre do ano passado, atingindo R$ 30,47 bilhões (jan-abr/2018) contra R$ 28,78 bilhões (jan-abr/2017).

O tíquete médio do segmento, contabilizado no quarto mês do presente ano, apresentou redução de 7,5% ao se retrair de R$ 42,7 mil, registrado em abril de 2017, para R$ 39,5 mil atuais.
   

Com 82 dias úteis no quadrimestre, um mais que os 81 trabalhados há doze meses, a média diária das adesões atingiu 9,6 mil, sendo 6,7% maior que à anterior, de 9 mil. Entre o mês de abril do ano passado e o do atual houve redução: em 2017 a média diária daquele mês era 10,6 mil, enquanto este ano apontou 10 mil.
 

Em abril, o número de consorciados ativos chegou a 6,99 milhões, 1% superior aos 6,92 milhões de participantes naquele mês de 2017. O destaque foi o crescimento lento, gradual e constante nos últimos sete meses: enquanto em outubro último eram 6,86 milhões, atualmente são 6,99 milhões, 1,9% mais.



O acumulado de contemplações mostrou estabilidade ao ficar em 398,8 mil (jan-abr/2018), próximo aos 402,5 mil anteriores. Os valores correspondentes aos créditos concedidos, possivelmente inseridos na economia em razão das contemplações acumuladas no quadrimestre, assinalaram crescimento de 4,9%. Enquanto no ano passado totalizavam R$ 12,88 bilhões (jan-abr/2017), este ano superaram R$ 13,50 bilhões, ratificando a contribuição da modalidade para o desenvolvimento dos elos da cadeia produtiva.
 

CONSÓRCIO CONTRIBUI PARA A GRADUAL RECUPERAÇÃO DA ECONOMIA

No correr do primeiro quadrimestre deste ano, observou-se oscilação e recuperação das atividades econômicas com situações semelhantes provocando resultados ainda inconsistentes no crescimento do PIB. O Indicador de Movimentação do Comércio, índice que acompanha o desempenho das vendas varejistas, apresentou crescimento de 4,2% nos últimos doze meses, porém com algumas retrações, segundo a Boa Vista SCPC. No setor industrial, apesar da perda de vitalidade nos três primeiros meses do ano, o IEDI - Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial apontou compensação de crescimento em abril ao chegar a 4,5% no primeiro quadrimestre, com expansão da produção em 8,9%. Paralelamente, o agronegócio foi o único que avançou, 1,4%.

"No Sistema de Consórcios foram registradas altas, inclusive com novo recorde mensal de vendas de 211 mil adesões em abril, reafirmando a grande procura do consumidor pela modalidade que permite a aquisição de bens ou serviços, com prazos longos, custo baixo, prestações que cabem no orçamento do consumidor e com ampla liberdade e flexibilidade, de acordo com as regras indicadas em contrato. Também nas contemplações, momento em que o consorciado vai ao mercado adquirir seus bens ou contratar serviços, a modalidade propiciou, quase integralmente, injeção na economia de pouco mais de R$ 13,5 bilhões", esclarece Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da ABAC Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios. 

Ao relembrar que 2018 será um ano atípico, face à realização da copa do mundo de futebol e às eleições, agravado por periódicas turbulências políticas e cambiais, Rossi aponta que "o consumidor vem demonstrando maturidade quando se trata de suas finanças pessoais, um progresso que renova o consórcio como mecanismo de poupança com objetivo definido e na certeza da conquista de bons resultados no segmento até dezembro, apoiada na essência da educação financeira".

Para contribuir com a nova forma de pensar em finanças, seja pessoal, familiar ou até mesmo empresarial, a ABAC, dentro das características da cidadania financeira e incentivada pelo Banco Central em sua agenda BC+, disponibiliza em seu site - www.abac.org.br - a cartilha "NA CORDA BAMBA" - COMO A EDUCAÇÃO FINANCEIRA PODE MELHORAR SUA VIDA, "uma publicação digital dirigida aos que planejam e administram com responsabilidade o orçamento, utilizando, em muitas oportunidades, o consórcio para realização de objetivos", completa Rossi.

PESQUISA MOSTRA CONSÓRCIO COMO INVESTIMENTO

O avanço superior a 8% registrado nas vendas de novas cotas e nos negócios consorciais neste ano, em comparação a 2017, apontou um consumidor mais atento à gestão de suas finanças pessoais. Para saber ainda mais sobre o perfil e as razões que levaram os participantes do Sistema de Consórcios a investir e optar por adquirir bens ou contratar serviços pela modalidade, a ABAC realizou pesquisa junto a 2.000 consorciados e potenciais consorciados em oito cidades do país (São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Fortaleza, Salvador, Goiânia e Belém), por intermédio da Quorum Brasil.

Os resultados obtidos com os entrevistados, sendo 1.000 consorciados ativos e outros 1.000 potenciais consorciados, revelaram que 73% dos participantes consultados são das classes C e D. 

No perfil da amostra, a divisão das classes sociais apontou a C com 39% e a D com 34%, cuja renda familiar varia de 2 a 10 salários mínimos, respeitado o critério do IBGE. O destaque foi a classe B que mostrou 20% de presença, depois de pontuar 12% na pesquisa de 2017, em virtude da retomada da economia, ainda que lenta e gradual. A classe A ficou com 7%, quase o dobro dos 4% obtidos no levantamento anterior, voltando ao patamar de 2016.

Quando indagados sobre o significado da palavra consórcio, os entrevistados, tanto consorciados ativos como potenciais consorciados apontaram um aspecto comum: consórcio é 'investimento'. 
 

Nas imagens acima e abaixo, segundo a Quorum Brasil, a dimensão da palavra é resultado de um programa de mapas de palavras, no qual o sistema conta cada menção, mas não determina numericamente a quantidade de vezes. Isto significa que quanto maior for o tamanho da palavra, mais vezes ela foi citada. 
 

No desdobramento dessas considerações sobre investimentos, os interrogados observaram, em resposta múltipla, que o consórcio está em: 
- Terceiro lugar, com 76,4% entre os mais conhecidos; e em
- Quinto lugar com 22,8% entre os mais seguros.
 

A avaliação prévia mostra o consórcio como um produto com boa visibilidade e com percepção positiva de segurança.

RESUMO GERAL E SETORIAL DAS VENDAS DE NOVAS COTAS
1º QUADRIMESTRE 2018 X 2017

O resultado global e os setoriais das vendas de novas cotas no primeiro quadrimestre confirmaram a crescente adesão do consumidor ao consórcio, seja para aquisição de bens imóveis ou móveis duráveis ou na contratação de serviços com diversas finalidades.

As performances setoriais apontaram 364,75 mil novas cotas vendidas de veículos leves, 308,5 mil de motocicletas, 76,5 mil de imóveis, 15,65 mil de veículos pesados, 13,65 mil de serviços e 8,95 mil de eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis, totalizando 788 mil adesões.

Esses volumes geraram crescimento em todos os setores: eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis (62,7%), serviços (58,7%), motocicletas (11%), veículos pesados (10,6%), veículos leves (5,5%) e imóveis (1,1%). Com a recuperação do setor de motocicletas e motonetas se consolidando, houve crescimento de 8% nos automotores.
 

RESUMO DO SISTEMA DE CONSÓRCIOS

NÚMEROS DO SISTEMA DE CONSÓRCIOS
ESTIMATIVAS SEGUNDO A ASSESSORIA ECONÔMICA DA ABAC 

PRIMEIRO QUADRIMESTRE DO ANO FECHOU COM ALTA NOS NEGÓCIOS E NAS ADESÕES EM RELAÇÃO A 2017

NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE DO ANO, AS ADESÕES REGISTRARAM ALTA DE 8,3%, ACUMULANDO 788 MIL CONTRA 727,5 MIL DO ANO ANTERIOR. NO MÊS DE ABRIL FOI ANOTADO NOVO RECORDE DO ANO COM 211 MIL VENDAS DE NOVAS COTAS.

POR DECORRÊNCIA, O ACUMULADO DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS APONTOU AUMENTO DE 5,9%, APESAR DA RETRAÇÃO DE 7,5% DO TÍQUETE MÉDIO DO MÊS.
   

O ACUMULADO DE CONSORCIADOS CONTEMPLADOS NO PERÍODO ATINGIU QUASE 400 MIL, FICANDO ESTÁVEL EM COMPARAÇÃO A 2017, COM OS CRÉDITOS CONCEDIDOS AVANÇANDO 4,9%.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS
  (CONSORCIADOS EM GRUPOS EM ANDAMENTO)
  - 6,99 MILHÕES (ABRIL/2018)
  - 6,92 MILHÕES (ABRIL/2017)
   CRESCIMENTO: 1%

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
   - 788,0 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
   - 727,5 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
   CRESCIMENTO: 8,3%

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS
 - R$ 30,47 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
 - R$ 28,78 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
   CRESCIMENTO: 5,9%

- TÍQUETE MÉDIO GERAL (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 39,5 MIL (ABRIL/2018)
  - R$ 42,7 MIL (ABRIL/2017)
   RETRAÇÃO: 7,5%

- CONTEMPLAÇÕES
   (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
   R$ 398,8 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
   R$ 402,5 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
   ESTÁVEL

VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS
 - R$ 13,504 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
 - R$ 12,875 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
CRESCIMENTO: 4,9%

PATRIMÔNIO LÍQUIDO AJUSTADO E ATIVOS MAIORES REVELAM CONFIANÇA E CREDIBILIDADE DO CONSUMIDOR NO SISTEMA DE CONSÓRCIOS

ATIVOS ADMINISTRADOS*
- R$ 206 BILHÕES (DEZEMBRO/2017)
- R$ 184 BILHÕES (DEZEMBRO/2016)
  CRESCIMENTO: 11,9%

PATRIMÔNIO LÍQUIDO AJUSTADO*
- R$ 12,19 BILHÕES (DEZEMBRO/2017)
- R$   9,61 BILHÕES (DEZEMBRO/2016)
  CRESCIMENTO: 26,8%

NEGÓCIOS REALIZADOS GERAM EMPREGOS E ARRECADAÇÃO DE TRIBUTOS
 
TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES PAGOS*
 - R$ 2,65 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2017)
 - R$ 2,45 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2016)
   CRESCIMENTO: 8,2%

EMPREGOS GERADOS DIRETOS E INDIRETOS
   - MAIS DE 250 MIL**

Fontes: 
*  Banco Central do Brasil  
** ABAC

O SISTEMA DE CONSÓRCIOS DIVIDIDO POR SETORES 

VEÍCULOS AUTOMOTORES EM GERAL 
NEGÓCIOS E ADESÕES CRESCERAM 7% E 8% RESPECTIVAMENTE NO QUADRIMESTRE

O VOLUME DE ADESÕES E DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE DO ANO ANOTOU ALTA, EM COMPARAÇÃO AO MESMO PERÍODO DE 2017, RESULTANTE DO CRESCIMENTO DE TODOS OS SETORES: VEÍCULOS LEVES, VEÍCULOS PESADOS E MOTOCICLETAS.
   

NOS DADOS DO QUADRIMESTRE (JANEIRO A ABRIL), A PARTICIPAÇÃO DOS CRÉDITOS CONCEDIDOS NA SOMA DE VALORES DISPONIBILIZADOS POR FINANCIAMENTO, LEASING E CONSÓRCIO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES ATINGIU 22% DO TOTAL DE R$ 50,09 BILHÕES COM R$ 11,04 BILHÕES.

AO NOTARMOS OS DADOS DIVULGADOS PELO BANCO CENTRAL E DEPOIS DE AVALIADOS PELA ASSESSORIA ECONÔMICA DA ABAC, OBSERVAMOS UMA RETRAÇÃO DE 4,6 PONTOS NA COMPARAÇÃO DO PERCENTUAL ATINGIDO NOS QUATRO PRIMEIROS MESES DESTE ANO COM OS DE 2017.

PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS) 
  - 6,04 MILHÕES (ABRIL/2018)
  - 6,06 MILHÕES (ABRIL/2017)
  ESTÁVEL 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
   - 689,0 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
   - 637,8 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
   CRESCIMENTO: 8% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
   - R$ 20,00 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
   - R$ 18,70 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
   CRESCIMENTO: 7% 
 
- CONTEMPLAÇÕES
   (CONSORCIADOS QUE TIVERAM POSSIBILIDADE DE COMPRAR BENS)
   - 365,9 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
   - 373,6 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
   RETRAÇÃO: 2% 
 
- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
   - R$ 11,04 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
   - R$ 10,58 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
   CRESCIMENTO: 4,3% 

- PARTICIPAÇÃO DOS CONSÓRCIOS EM CRÉDITOS CONCEDIDOS
  (PERCENTUAL DO TOTAL INCLUINDO FINANCIAMENTO*, LEASING* E CONSÓRCIO**)
  - 22,0% (JANEIRO-ABRIL 2018) - R$ 11,04 BILHÕES SOBRE R$ 50,09 BILHÕES
  - 26,6% (JANEIRO-ABRIL 2017) - R$ 10,59 BILHÕES SOBRE R$ 39,85 BILHÕES
   REDUÇÃO: 4,6 PONTOS PERCENTUAIS

Fontes: 
  *) Banco Central do Brasil  
  **) ABAC

VEÍCULOS LEVES (AUTOMÓVEIS, CAMIONETAS, UTILITÁRIOS) 
SETOR FECHOU QUADRIMESTRE EM ALTA NAS ADESÕES E NOS NEGÓCIOS 

AS ADESÕES NO SETOR DE VEÍCULOS LEVES, ACUMULADAS NOS QUATRO PRIMEIROS MESES, CRESCERAM 5,5% SOBRE O MESMO PERÍODO DE 2017. 

OS DEMAIS INDICADORES DESSE SETOR, QUE INCLUI AUTOMÓVEIS, UTILITÁRIOS E CAMIONETAS, COMO PARTICIPANTES ATIVOS, CRÉDITOS COMERCIALIZADOS, CONTEMPLAÇÕES E CRÉDITOS CONCEDIDOS - TAMBÉM ESTIVERAM EM ALTA.
   

NO QUADRIMESTRE, A POTENCIAL PARTICIPAÇÃO DAS CONTEMPLAÇÕES NAS VENDAS DO MERCADO INTERNO FOI DE 29,2%. ESSE PERCENTUAL EQUIVALE A POTENCIALMENTE QUASE UM TERÇO DOS VEÍCULOS LEVES COMERCIALIZADOS NO PAÍS POR MEIO DOS CONSÓRCIOS.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 3,57 MILHÕES (ABRIL/2018)
  - 3,42 MILHÕES (ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 4,4% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 364,8 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - 345,6 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 5,5% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 15,10 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - R$ 14,30 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 5,6% 

- TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 41,4 MIL (ABRIL/2018)
  - R$ 41,3 MIL (ABRIL/2017)
  ESTÁVEL 

- CONTEMPLAÇÕES*
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 189,5 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - 177,5 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 6,8% 
* EM RAZÃO DE PARCERIA ENTRE ABAC E B3, ESTE INDICADOR PODERÁ SER DESDOBRADO POR REGIÕES E POR ALGUNS ESTADOS, BASEADO NAS UTILIZAÇÕES DOS CRÉDITOS NO PERÍODO MENCIONADO. 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 7,73 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - R$ 7,24 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 6,8% 

MOTOCICLETAS E MOTONETAS
ADESÕES CONTINUARAM EM ALTA PELO TERCEIRO MÊS CONSECUTIVO NO SETOR DAS MOTOCICLETAS E MOTONETAS 

PELA TERCEIRA VEZ CONSECUTIVA, O SETOR DE MOTOCICLETAS E MOTONETAS REGISTROU AUMENTO NO ACUMULADO DAS ADESÕES E NOS CRÉDITOS CONTRATADOS. NO QUADRIMESTRE, OS AVANÇOS FORAM DE 11% NO TOTAL DE VENDAS DE NOVAS COTAS E DE 9,9% NA SOMATÓRIA DOS NEGÓCIOS EM RELAÇÃO AOS MESMOS QUATRO MESES DE 2017.


NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE DO ANO, A POTENCIAL PARTICIPAÇÃO DAS CONTEMPLAÇÕES NAS VENDAS DO MERCADO INTERNO FOI DE 53%. ESSE PERCENTUAL CORRESPONDE A POUCO MAIS DE CINCO MOTOS A CADA DEZ VENDIDAS NO MERCADO INTERNO POR MEIO DO MECANISMO.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 2,19 MILHÕES (ABRIL/2018)
  - 2,36 MILHÕES (ABRIL/2017)
  RETRAÇÃO: 7,2% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 308,5 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - 278,0 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 11% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 2,56 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - R$ 2,33 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 9,9%

- TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 8,3 MIL (ABRIL/2018)
  - R$ 8,4 MIL (ABRIL/2017)
  RETRAÇÃO: 1,2%

- CONTEMPLAÇÕES*
   (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 165,5 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - 186,5 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
  RETRAÇÃO: 11,3%
* EM RAZÃO DE PARCERIA ENTRE ABAC E B3, ESTE INDICADOR PODERÁ SER DESDOBRADO POR REGIÕES E POR ALGUNS ESTADOS, BASEADO NAS UTILIZAÇÕES DOS CRÉDITOS NO PERÍODO MENCIONADO. 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - 1,77 BILHÃO (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - 1,99 BILHÃO (JANEIRO-ABRIL/2017)
  RETRAÇÃO: 11,1%

VEÍCULOS PESADOS 
(CAMINHÕES, ÔNIBUS, SEMIRREBOQUES, TRATORES, IMPLEMENTOS)
SETOR AVANÇOU EM TODOS OS INDICADORES NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE

NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE DO ANO, A SOMA DAS ADESÕES E OS VOLUMES DE NEGÓCIOS NO CONSÓRCIO DE VEÍCULOS PESADOS, QUE INCLUI CAMINHÕES, TRATORES, IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS E RODOVIÁRIOS, AVANÇARAM MAIS DE 10% EM RELAÇÃO AOS CONTABILIZADOS NO ANO PASSADO. O TÍQUETE MÉDIO TAMBÉM ANOTOU ALTA.
  

OS OUTROS TRÊS INDICADORES DE VEÍCULOS PESADOS - PARTICIPANTES, CONTEMPLAÇÕES E CRÉDITOS CONCEDIDOS - TAMBÉM ASSINALARAM ACRÉSCIMOS.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 289,5 MIL (ABRIL/2018)
  - 277,5 MIL (ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 4,3% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 15,65 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - 14,15 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 10,6% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 2,35 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - R$ 2,07 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 13,5% 

- TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 150,0 MIL (ABRIL/2018)
  - R$ 146,4 MIL (ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 2,5% 

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 10,90 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  -   9,55 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 14,1%  

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 1,54 BILHÃO (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - R$ 1,35 BILHÃO (JANEIRO-ABRIL/2017)
 CRESCIMENTO: 14,1% 

IMÓVEIS
NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE, O SETOR REGISTROU ALTAS EM TODOS OS INDICADORES 

NOS QUATRO PRIMEIROS MESES, O SETOR DE IMÓVEIS REGISTROU ALTA NAS ADESÕES E NOS CRÉDITOS COMERCIALIZADOS, SINALIZANDO QUE OS CONSUMIDORES CONTINUAM PLANEJANDO A COMPRA DE IMÓVEIS POR MEIO DO CONSÓRCIO.

O VOLUME DE PARTICIPANTES, TÍQUETE MÉDIO E OS ACUMULADOS DE CONTEMPLAÇÕES E DE CRÉDITOS CONCEDIDOS TAMBÉM ANOTARAM AUMENTOS.

OS DADOS SINALIZARAM PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS E COMERCIAIS, DEVENDO SE CONSIDERAR AINDA AQUELES QUE DESEJAM FORMAR OU AMPLIAR PATRIMÔNIO OU TER UMA APOSENTADORIA MAIS TRANQUILA.
 

NOS QUATRO PRIMEIROS MESES DO ANO, 1.115 CONSORCIADOS-TRABALHADORES, PARTICIPANTES DOS GRUPOS DE CONSÓRCIOS DE IMÓVEIS, UTILIZARAM PARCIAL OU TOTALMENTE SEUS SALDOS NAS CONTAS DO FGTS, ULTRAPASSANDO R$ 49 MILHÕES.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 856 MIL (ABRIL/2018)
  - 795 MIL (ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 7,7% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 76,5 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - 75,7 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 1,1% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 10,32 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - R$   9,99 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 3,3% 

- TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 134,8 MIL (ABRIL/2018)
  - R$ 131,8 MIL (ABRIL/2017)
   CRESCIMENTO: 2,3% 

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 24,1 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - 22,5 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
   CRESCIMENTO: 7,1% 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 2,42 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - R$ 2,26 BILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
 CRESCIMENTO: 7,1% 

FGTS NO CONSÓRCIO DE IMÓVEIS
NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE DESTE ANO, CONSORCIADOS-TRABALHADORES UTILIZARAM POUCO MAIS DE R$ 49 MILHÕES DE SUAS CONTAS DO FGTS NO CONSÓRCIO DE IMÓVEIS

A utilização parcial ou total dos saldos das contas do FGTS somou pouco mais de R$ 49,19 milhões, feitos por 1.115 trabalhadores-participantes do consórcio de imóveis.

 Fonte: CAIXA-Gepas

SERVIÇOS
NEGÓCIOS CRESCERAM 64,6% E ADESÕES 58,7 NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE

AO REPETIR O SUCESSO DE CRESCIMENTO DAS VENDAS DE NOVAS COTAS, CRÉDITOS COMERCIALIZADOS E TÍQUETE MÉDIO MENSAL, O CONSÓRCIO DE SERVIÇOS ANOTOU ALTA NOS QUATRO PRIMEIROS MESES DO ANO EM RELAÇÃO AO MESMO QUADRIMESTRE DE 2017. OS NEGÓCIOS RESULTARAM EM 64,6% DE AUMENTO E O ACUMULADO DE ADESÕES MAIS 58,7%.

OS VOLUMES DE CONTEMPLAÇÕES, CRÉDITOS CONCEDIDOS E DE PARTICIPANTES ATIVOS CRESCERAM QUASE 40%.
   

NOVAMENTE, EM RAZÃO DE OS INDICADORES APRESENTAREM AVANÇOS, O CONSÓRCIO DE SERVIÇOS RATIFICOU SEU SUCESSO JUNTO AOS CONSUMIDORES, PESSOAS FÍSICAS OU JURÍDICAS, POR SUA FLEXIBILIDADE PARA EFETIVAÇÃO DE OBJETIVOS.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 58,0 MIL (ABRIL/2018)
  - 41,5 MIL (ABRIL/2017)
    CRESCIMENTO: 39,8% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 13,65 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  -   8,60 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
    CRESCIMENTO: 58,7% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 100,34 MILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - R$   60,95 MILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
    CRESCIMENTO: 64,6% 

- TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 7,3 MIL (ABRIL/2018)
  - R$ 7,0 MIL (ABRIL/2017)
    CRESCIMENTO: 4,3%

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE CONTRATAR SERVIÇOS)
  - 5,58 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - 4,08 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
    CRESCIMENTO: 36,8% 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 31,04 MILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - R$ 22,69 MILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
    CRESCIMENTO: 36,8% 

ELETROELETRÔNICOS E OUTROS BENS MÓVEIS DURÁVEIS
ELETROS SEGUIRAM EM ALTA CONFIRMANDO A RECUPERAÇÃO INICIADA EM 2017 

O SETOR DE ELETROELETRÔNICOS E OUTROS BENS MÓVEIS DURÁVEIS FECHOU O PRIMEIRO QUADRIMESTRE DO ANO COM INDICADORES POSITIVOS, CONFIRMANDO A RECUPERAÇÃO INICIADA NO FINAL DO ANO PASSADO. AS MAIORES ALTAS ESTIVERAM NAS ADESÕES E NOS NEGÓCIOS, PRÓXIMAS AOS 60%. 
   

OS CRESCIMENTOS TAMBÉM FORAM OBSERVADOS NOS INDICADORES DE CONTEMPLAÇÕES, CRÉDITOS CONCEDIDOS, TÍQUETE MÉDIO E PARTICIPANTES, QUANDO COMPARADOS AOS DE 2017.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 33,5 MIL (ABRIL/2018)
  - 26,0 MIL (ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 28,8%

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 8,95 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - 5,50 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 62,7%

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 44,94 MILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2018)
  - R$ 28,56 MILHÕES (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 57,4%

- TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 5,0 MIL (ABRIL/2018)
  - R$ 4,8 MIL (ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 4,2%

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  -  3,23 MIL (JANEIRO-ABRIL/2018)
  -  2,40 MIL (JANEIRO-ABRIL/2017)
  CRESCIMENTO: 34,6%

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 17,26 MILHÕES (JANEIRO-MARÇO/2018)
  - R$ 12,84 MILHÕES (JANEIRO-MARÇO/2017)
  CRESCIMENTO: 34,4%

..................................................................................................................................................

CONHEÇA O MAIS NOVO LANÇAMENTO DA ABAC:
A CARTILHA "NA CORDA BAMBA" SOBRE EDUCAÇÃO FINANCEIRA
 

OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA DE CONSÓRCIOS PODEM SER ENCONTRADAS NO SITE www.abac.org.br

Clique em A ABAC e conheça nossas cartilhas:
Prof. Ábaco e seus alunos: uma história de bons colegas, um grande mestre e as melhores aplicações.
Consórcio, a arte de poupar em grupo!
Consórcio + FGTS = Casa Própria.
Baixe também a Planilha de Custos para controlar seu orçamento mensal que está inserida na cartilha Consórcio, uma poupança programada.

ACOMPANHE TAMBÉM OS CONSÓRCIOS PELO TWITTER - www.twitter.com/abacweb.
JORNALISTA, CADASTRE-SE NA SALA DE IMPRENSA DO NOSSO SITE - www.abac.org.br

ATENÇÃO: ACESSE O SITE DA ABAC.
VOLTADO AO CONSUMIDOR, O PORTAL CONTA COM UMA ESTRUTURA SIMPLES E INTUITIVA PARA INCENTIVAR O LEITOR A NAVEGAR E CONHECER MAIS SOBRE OS CONSÓRCIOS.

                           
Mais informações:
Jornais, Emissoras de Televisão,                                                 
Revistas, Sites e Emissoras de Rádio
Claudio Licciardi
Celular: (11) 9.8258-0444

Assessoria Abac

Rua Avanhandava, 126 - 5º andar

São Paulo - SP - CEP 01306-901

Tel.:(11) 3155-5252