Consórcio



Press Releases

10/07/2017

Matéria de julho de 2017 - Dados de maio de 2017

PELO QUINTO MÊS CONSECUTIVO AS VENDAS DE CONSÓRCIOS CRESCEM E NEGÓCIOS AUMENTAM QUASE 25%
Consórcio de serviços volta a crescer mais de 100% nas vendas de novas cotas e nos negócios

Alta também nas adesões dos consórcios de veículos leves e pesados, eletros e imóveis

Retomada no consórcio de motos é sinônimo de recuperação

De janeiro a maio, o acumulado de vendas de consórcios chegou a 912,5 mil, ao crescer 7,8% sobre o total do mesmo período do ano passado, quando atingiu 846,3 mil. Os negócios acompanharam a alta e ultrapassaram os R$ 36,30 bilhões, registrando aumento de 24,7% sobre os R$ 29,11 bilhões de 2016. O tíquete médio de R$ 40,7 mil em maio, um dos fatores da evolução dos negócios no mês, foi 10,6% superior aos R$ 36,8 mil contabilizado no quinto mês de 2016.

A exemplo dos quatro primeiros meses deste ano, as adesões em maio voltaram a apresentar crescimento em cinco dos seis setores - veículos automotores leves e pesados, imóveis, serviços e eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis - com destaque para serviços, que manteve a liderança, com alta de 113,6%. Na sequência vieram eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis com 28,4%; veículos leves com 19%; imóveis com 12,7% e veículos pesados com 11,5%. Somente o setor de motocicletas manteve percentual negativo de - 6,1%.

"O ritmo de alta ocorrido nas vendas confirma que a modalidade é a preferida daqueles que, conscientes da essência da educação financeira, planejam objetivos pessoais, familiares e empresariais, considerando características como menor custo, prazos mais longos e parcelas acessíveis, compatíveis aos orçamentos mensais. Por ser importante fator nesse contexto, o consórcio contribui na gestão das finanças pessoais e na consequente formação da cidadania financeira do consumidor", explica Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da ABAC Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios.


Mesmo com os significativos saldos positivos apontados nos diversos indicadores, não houve assimilação da tendência no total de consorciados ativos que, como já acontecido em meses anteriores, voltou a se retrair, desta vez em 1,9%. O volume atingiu 6,93 milhões (2017) contra 7,06 milhões (2016) de participantes.

As contemplações nos cinco primeiros meses do ano somaram 503 mil, 12% inferior às 571,8 mil do mesmo período do último ano. Também nos correspondentes créditos concedidos houve 6,5% de retração, baixando de R$ 17,11 bilhões para R$ 16 bilhões.

MAIOR CONHECIMENTO SOBRE EDUCAÇÃO FINANCEIRA E CONFIANÇA NO SISTEMA DE CONSÓRCIOS RESULTARAM EM CRESCIMENTO

Entre janeiro e maio, a gradativa mudança registrada em vários indicadores de comportamento da economia gerou expectativa positiva para os próximos meses, apesar da persistência do desemprego.

As turbulências ocorridas ao longo dos últimos anos provocaram mudanças nas atitudes e nas decisões das famílias. Contudo, a queda constante da inflação e a divulgação das metas para os próximos anos permite vislumbrar uma recuperação nos vários setores da economia.

No setor industrial, por exemplo, as disposições recentes nas estratégias nacionais de ciência têm focado nas atividades de inovação, essenciais para a reativação da dinâmica empresarial e para o crescimento da produtividade, segundo o Instituto de Estudos para Desenvolvimento Industrial IEDI.

"O cenário econômico tem sinalizado perspectivas positivas, apesar do quadro político permanecer instável e poder influenciar retroativamente os negócios. Mês após mês, desde janeiro, os diversos indicadores econômicos têm apontado para reversão de tendência, fatos que nos permitem crer na ampliação das vendas de novas cotas de consórcios para pessoas físicas e jurídicas", afirma o presidente executivo da ABAC. "Há sempre a confiança que o consumidor, ao sentir as mudanças, possa optar por planejar seus objetivos via consórcio. Aliás, recente pesquisa da Quorum Brasil feita a pedido da ABAC, mostrou que em 2017 houve 82% de participantes que planejaram a adesão ao mecanismo, um aumento de 15 pontos percentuais sobre o ano anterior, quando foram 67%", completa Rossi.

INDICADORES CONSORCIAIS SEGUEM EM ALTA

Os negócios com vendas de novas cotas apontaram média mensal de 182,5 mil nos cinco primeiros meses, sendo 7,8% superior à de 169,3 mil ocorrida no mesmo período do ano passado, demonstrando sequência na confiança e na credibilidade neste sistema de autofinanciamento consolidado no país. Avaliação paralela revelou também que tanto o tíquete médio como os créditos comercializados mensais apresentaram crescimento de maio sobre janeiro deste ano em relação a 2016.


O tíquete médio de maio atingiu R$ 40,7 mil, 10,6% maior que os R$ 36,8 mil de janeiro último. A diferença positiva foi de R$ 3,9 mil acima do obtido um ano antes. Em 2016, o crescimento da média anotou alta menor de 9,5%, ao saltar de R$ 33,6 mil para R$ 36,8 mil.


Os créditos comercializados, nos períodos já mencionados, mostraram avanço de R$ 6,47 bilhões para R$ 7,53 bilhões, com alta de 16,4%, enquanto doze meses antes subiram de R$ 5,67 bilhões para R$ 6,09 bilhões, também com alta de 7,4%.


RESUMO DO SISTEMA DE CONSÓRCIOS

NÚMEROS DO SISTEMA DE CONSÓRCIOS
ESTIMATIVAS SEGUNDO A ASSESSORIA ECONÔMICA DA ABAC 

VENDAS E TÍQUETE MÉDIO EM ALTA, NEGÓCIOS CONSORCIAIS AUMENTAM QUASE 25% ATÉ MAIO

NOS CINCO PRIMEIROS MESES DO ANO, OS CONSUMIDORES CONTINUARAM ADERINDO AOS CONSÓRCIOS DE FORMA CRESCENTE. AS VENDAS DE NOVAS COTAS TIVERAM AVANÇO DE 7,8%, ENQUANTO O TÍQUETE MÉDIO EVOLUIU 10,6%. JÁ OS NEGÓCIOS REGISTRARAM ALTA DE 24,7%.

NOVAMENTE, CONSTATOU-SE CONFIANÇA E CREDIBILIDADE NO MECANISMO PARA A REALIZAÇÃO DE OBJETIVOS PESSOAIS, FAMILIARES E EMPRESARIAIS.


NOS ACUMULADOS DE JANEIRO A MAIO, AS CONTEMPLAÇÕES E OS RESPECTIVOS CRÉDITOS CONCEDIDOS DE 2017 ESTIVERAM EM BAIXA EM RELAÇÃO AO ANO PASSADO. O NÚMERO DE PARTICIPANTES ATIVOS TAMBÉM ESTEVE MENOR.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS 
  (CONSORCIADOS EM GRUPOS EM ANDAMENTO)
  - 6,93 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 7,06 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
   RETRAÇÃO: 1,9%

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
   - 912,5 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
   - 846,3 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
   CRESCIMENTO: 7,8%

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS
 - R$ 36,30 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
 - R$ 29,11 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
   CRESCIMENTO: 24,7%

- TÍQUETE MÉDIO GERAL (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 40,7 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 36,8 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 10,6%

- CONTEMPLAÇÕES
   (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
   - 503,0 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
   - 571,8 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 12%

VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS
 - R$ 16,00 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
 - R$ 17,11 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 6,5%


ATIVOS ADMINISTRADOS E PATRIMÔNIO LÍQUIDO 
REPRESENTAM MAIS SOLIDEZ E SEGURANÇA AO SISTEMA

ATIVOS ADMINISTRADOS*
- R$ 184 BILHÕES (DEZEMBRO/2016)
- R$ 174 BILHÕES (DEZEMBRO/2015)
  CRESCIMENTO: 5,7%

PATRIMÔNIO LÍQUIDO AJUSTADO*
- R$ 9,61 BILHÕES (DEZEMBRO/2016)
- R$ 7,93 BILHÕES (DEZEMBRO/2015)
  CRESCIMENTO: 21,2%


NEGÓCIOS REALIZADOS GERAM EMPREGOS
E ARRECADAÇÃO DE TRIBUTOS

TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES PAGOS*
 - R$ 2,45 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2016) 
 - R$ 2,15 BILHÕES (JANEIRO-DEZEMBRO/2015)
   CRESCIMENTO: 14% 

EMPREGOS GERADOS DIRETOS E INDIRETOS
   - MAIS DE 250 MIL**

Fontes: 
*  Banco Central do Brasil  
** ABAC

O SISTEMA DE CONSÓRCIOS DIVIDIDO POR SETORES 

VEÍCULOS AUTOMOTORES EM GERAL 
NEGÓCIOS CRESCEM MAIS DE 20% COM ADESÕES EM ALTA 

OS NEGOCIOS NO CONSÓRCIO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES APRESENTARAM AUMENTO DE 20,6% NO PERÍODO DE JANEIRO A MAIO DE 2017 EM RELAÇÃO AOS MESMOS CINCO MESES DE 2016.


AS VENDAS DE NOVAS COTAS NOS VEÍCULOS LEVES E NOS PESADOS MANTIVERAM O RITMO DE ALTA, ENQUANTO AS DE MOTOS APONTARAM RETRAÇÃO NOS ACUMULADOS DOS PERÍODO.

NA COMPARAÇÃO DAS CONTEMPLAÇÕES, CRÉDITOS CONCEDIDOS E PARTICIPANTES ATIVOS HOUVE REDUÇÕES ENTRE 2017 E 2016.

A PARTICIPAÇÃO DOS CRÉDITOS CONCEDIDOS NOS CONSÓRCIOS NA SOMA DE VALORES DISPONIBILIZADOS POR FINANCIAMENTO, LEASING E CONSÓRCIO EM VEÍCULOS AUTOMOTORES, NOS CINCO PRIMEIROS MESES DO ANO, ATINGIU 25,8%, RESPONDENDO POR R$ 13,15 BILHÕES DO TOTAL DE R$ 50,88 BILHÕES.

AO OBSERVARMOS OS NÚMEROS DIVULGADOS PELO BANCO CENTRAL E AVALIADOS PELA ASSESSORIA ECONÔMICA DA ABAC, NOTAMOS QUE HOUVE RETRAÇÃO DE 4,8 PONTOS NA COMPARAÇÃO DO PERCENTUAL ATINGIDO ESTE ANO COM O MESMO PERÍODO DE 2016.

PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS) 
  - 6,06 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 6,20 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 2,3% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
   - 799,8 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
   - 751,6 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
   CRESCIMENTO: 6,4% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
   - R$ 23,62 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
   - R$ 19,58 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
   CRESCIMENTO: 20,6% 
 
- CONTEMPLAÇÕES
   (CONSORCIADOS QUE TIVERAM POSSIBILIDADE DE COMPRAR BENS)
   - 466,9 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
   - 533,6 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
   RETRAÇÃO: 12,5% 
 
- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
   - R$ 13,15 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
   - R$ 14,03 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 6,3% 

- PARTICIPAÇÃO DOS CONSÓRCIOS EM CRÉDITOS CONCEDIDOS
  (PERCENTUAL DO TOTAL INCLUINDO FINANCIAMENTO*, LEASING* E CONSÓRCIO**)
  - 25,8% (JANEIRO-MAIO 2017) - R$ 13,15 BILHÕES SOBRE R$ 50,88 BILHÕES
  - 30,6% (JANEIRO-MAIO 2016) - R$ 14,03 BILHÕES SOBRE R$ 45,83 BILHÕES
   REDUÇÃO: 4,8 PONTOS PERCENTUAIS

Fontes: 
  *) Banco Central do Brasil  
  **) ABAC

VEÍCULOS LEVES (AUTOMÓVEIS, CAMIONETAS, UTILITÁRIOS) 
VENDAS DE NOVAS COTAS AUMENTAM 19% E NEGÓCIOS SUPERAM 25% EM CINCO MESES

NOS CINCO PRIMEIROS MESES DO ANO, OS INDICADORES DE VENDAS, NEGÓCIOS, TÍQUETE MÉDIO E PARTICIPANTES APONTARAM ALTA NO SETOR DE VEÍCULOS LEVES EM RELAÇÃO AO MESMO PERÍODO DE 2016.

TODAVIA, OS VOLUMES DE CONTEMPLAÇÕES E DE CRÉDITOS CONCEDIDOS ESTIVERAM EM BAIXA EM RELAÇÃO AO ANO PASSADO. A POTENCIAL PARTICIPAÇÃO DAS CONTEMPLAÇÕES NAS VENDAS DO MERCADO INTERNO APONTOU 30,6% ATÉ MAIO, POUCO ABAIXO DOS 33,3% DE IGUAL TEMPO DE 2016.


NO ACUMULADO DE JANEIRO A MAIO, AS ADESÕES E OS CRÉDITOS COMERCIALIZADOS ATINGIRAM ALTA DE 19% E 25,9%, RESPECTIVAMENTE, REAFIRMANDO O INTERESSE E O PLANEJAMENTO DOS CONSUMIDORES NA COMPRA DE AUTOMÓVEIS, CAMIONETAS E/OU UTILITÁRIOS, PELA MODALIDADE.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 3,43 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 3,25 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 5,5% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 430,6 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 361,8 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 19% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 17,91 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 14,22 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 25,9% 

- TÍQUETE MÉDIO (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 42,5 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 38,8 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 9,5% 

- CONTEMPLAÇÕES*
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 219,5 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 223,3 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 1,7% 

* EM RAZÃO DE PARCERIA ENTRE ABAC E B3, ESTE INDICADOR PODERÁ SER DESDOBRADO POR REGIÕES E POR ALGUNS ESTADOS, BASEADO NAS UTILIZAÇÕES DOS CRÉDITOS NO PERÍODO MENCIONADO. 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 8,95 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 9,05 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 1,1% 

MOTOCICLETAS E MOTONETAS
COM TÍQUETE MAIOR, NEGÓCIOS VOLTAM A CRESCER

DEPOIS DE NOTAR TENDÊNCIA DE RECUPERAÇÃO NO SETOR DE MOTOCICLETAS E MOTONETAS NOS QUATRO PRIMEIROS MESES DO ANO, OS INDICADORES DE MAIO JÁ APRESENTARAM RESULTADOS POSITIVOS, APOIADOS NO AUMENTO DO VALOR DO TÍQUETE.

CONTUDO, OS REFLEXOS DIRETOS AINDA NÃO FORAM OBSERVADOS NO VOLUME DE CONSORCIADOS ATIVOS QUE MANTEVE-SE INFERIOR.


AS REDUÇÕES OBSERVADAS NOS DEMAIS INDICADORES DO CONSÓRCIO DE MOTOS - CONTEMPLAÇÕES E CRÉDITOS CONCEDIDOS - ESTIVERAM MENORES QUE 2016.

DE JANEIRO A MAIO DESTE ANO, A PARTICIPAÇÃO POTENCIAL DAS CONTEMPLAÇÕES NAS VENDAS DO MERCADO INTERNO FOI DE 68,3%. ESSA POTENCIALIDADE CORRESPONDEU NOVAMENTE A SETE A CADA DEZ COMERCIALIZADAS NO PAÍS POR MEIO DOS CONSÓRCIOS.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 2,36 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 2,67 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 11,6% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 350,5 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 373,2 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
   RETRAÇÃO: 6,1% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 2,95 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 2,87 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
 CRESCIMENTO: 2,8%

- TÍQUETE MÉDIO DO MÊS (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 8,6 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 7,6 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
 CRESCIMENTO: 13,2%

- CONTEMPLAÇÕES*
   (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 235,5 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 297,4 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
   
RETRAÇÃO: 20,8%
* EM RAZÃO DE PARCERIA ENTRE ABAC E CETIP, ESTE INDICADOR PODERÁ SER DESDOBRADO POR REGIÕES E POR ALGUNS ESTADOS, BASEADO NAS UTILIZAÇÕES DOS CRÉDITOS NO PERÍODO MENCIONADO. 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - 2,52 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 3,16 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
    RETRAÇÃO: 20,3%

VEÍCULOS PESADOS 
(CAMINHÕES, ÔNIBUS, SEMIRREBOQUES, TRATORES, IMPLEMENTOS)
AUMENTO NAS ADESÕES, NO TÍQUETE E NOS NEGÓCIOS DOS PESADOS

AS VENDAS DE NOVAS COTAS DE JANEIRO A MAIO DO CONSÓRCIO DE VEÍCULOS PESADOS ANOTARAM ALTA DE 11,5% SOBRE O MESMO PERÍODO DO ANO PASSADO. HOUVE CONSEQUENTE AUMENTO DE 10% NO VOLUME DE NEGÓCIOS CONTRATADOS, AO CONTAR COM A EVOLUÇÃO DE 2,2% NO TÍQUETE. 


OS DEMAIS INDICADORES - PARTICIPANTES, CONTEMPLAÇÕES E CRÉDITOS CONCEDIDOS - AINDA MOSTRARAM REDUÇÕES.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 277 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 281 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 1,4%

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 18,65 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 16,73 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 11,5% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 2,75 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 2,50 BILHÕES (JANEIRO-MAIO2016)
  CRESCIMENTO: 10% 

- TÍQUETE MÉDIO (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 150,8 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 147,5 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 2,2% 

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 11,85 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 12,95 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 8,5% 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 1,67 BILHÃO (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 1,81 BILHÃO (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 7,7% 

IMÓVEIS
ALTA NAS VENDAS, NOS NEGÓCIOS E NO TÍQUETE NO CONSÓRCIO DE IMÓVEIS

AS ADESÕES NO CONSÓRCIO DE IMÓVEIS SEGUIRAM APRESENTANDO AUMENTO. COM 12,7% DE ALTA, PROVOCARAM TAMBÉM O CRESCIMENTO DE 32,7% NOS CORRESPONDENTES CRÉDITOS COMERCIALIZADOS NOS CINCO PRIMEIROS MESES DESTE ANO CONTRA O DO ANO PASSADO. 
HOUVE AINDA ALTA DE 21,8% NO VALOR DO TÍQUETE MÉDIO.


O ACUMULADO DE CONTEMPLAÇÕES E DOS CORRESPONDENTES CRÉDITOS CONCEDIDOS RETRAIU-SE.

NOS PRIMEIROS CINCO MESES DESTE ANO, QUASE 1,4 MIL CONSORCIADOS-TRABALHADORES PARTICIPANTES DOS GRUPOS DE CONSÓRCIOS DE IMÓVEIS UTILIZARAM PARCIAL OU TOTALMENTE SEUS SALDOS NAS CONTAS DO FGTS, SUPERIOR À MARCA DOS R$ 55 MILHÕES.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 800 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 805 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  ESTÁVEL

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 94,7 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 84,0 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 12,7% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 12,57 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$   9,47 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 32,7% 

- TÍQUETE MÉDIO (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 135,9 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 111,6 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
   CRESCIMENTO: 21,8% 

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  - 28,05 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 30,64 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 8,5%

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 2,81 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 3,04 BILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 7,6%

FGTS NO CONSÓRCIO DE IMÓVEIS
NOS CINCO PRIMEIROS MESES DO ANO POUCO MAIS R$ 55 MILHÕES DO FGTS FORAM UTILIZADOS NO CONSÓRCIO DE IMÓVEIS

O uso parcial ou total dos saldos das contas do FGTS somou R$ 55,360 milhões, feitos por 1.375 trabalhadores-participantes do consórcio de imóveis, no acumulado de janeiro a maio deste ano.

Fonte: CAIXA-Gepas

ELETROELETRÔNICOS E OUTROS BENS MÓVEIS DURÁVEIS
VENDAS E NEGÓCIOS NO CONSÓRCIO DE ELETROS SUPERAM 30%, BASEADOS NO AUMENTO DO TÍQUETE 
 
DE JANEIRO A MAIO, O SETOR DE ELETROELETRÔNICOS E OUTROS BENS MÓVEIS DURÁVEIS CONSERVOU A TENDÊNCIA DE RECUPERAÇÃO INICIADA NO ANO PASSADO.

O SIGNIFICATIVO AUMENTO DAS VENDAS E DOS CORRESPONDENTES CRÉDITOS COMERCIALIZADOS, TENDO A ALTA DO TÍQUETE COMO UM DOS FATORES, COMPROVOU A REVERSÃO.

APESAR DOS EXPRESSIVOS RESULTADOS DESSES INDICADORES, O VOLUME DE CONSORCIADOS ATIVOS MOSTROU RETRAÇÃO, PORÉM EM MENOR ESCALA.


MESMO COM AS CONTEMPLAÇÕES E OS CRÉDITOS CONCEDIDOS TEREM SE RETRAÍDO, O COMPORTAMENTO DOS CONSUMIDORES SINALIZA QUE O SETOR PODE VOLTAR A CRESCER.

VALE REPETIR QUE, GRADUALMENTE, O SETOR VEM MARCANDO MAIOR PRESENÇA NO DIA A DIA E NA QUALIDADE DE VIDA DOS CONSORCIADOS COM OBJETOS E EQUIPAMENTOS DE USO PESSOAL, PROFISSIONAL OU DOMÉSTICO. 

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 25,75 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 26,05 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  RETRAÇÃO: 1,2% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 7,10 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 5,53 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 28,4%

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 34,50 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 25,23 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 36,7%

- TÍQUETE MÉDIO (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 5,0 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 4,5 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
  CRESCIMENTO: 11,1%

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE COMPRAR BENS)
  -  3,02 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  -  3,44 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
   RETRAÇÃO: 12,2% 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 16,16 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 18,37 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
   RETRAÇÃO: 12% 

SERVIÇOS
NOVAMENTE MAIS DE 100% DE ALTA NOS NEGÓCIOS E NAS ADESÕES NOS CINCO PRIMEIROS MESES 

PELO SEGUNDO MÊS CONSECUTIVO, HOUVE ALTA NAS ADESÕES E NOS RESPECTIVOS CRÉDITOS COMERCIALIZADOS SUPERIOR A 100% NO CONSÓRCIO DE SERVIÇOS.

O AUMENTO NO TÍQUETE MÉDIO FOI DE 17,7% ACOMPANHANDO AS EVOLUÇÕES DAS CONTEMPLAÇÕES E DOS CRÉDITOS CONCEDIDOS, CUJOS AVANÇOS FORAM MAIS DE 20% NOS CINCO PRIMEIROS MESES DESTE ANO EM RELAÇÃO AO MESMO PERÍODO NO ANO PASSADO.


O TOTAL DE PARTICIPANTE ATIVOS ULTRAPASSOU 25% EM MAIO COMPARADO AO ATINGIDO NAQUELE MÊS EM 2016.

APESAR DA CRISE ECONÔMICA, OS INDICADORES SETORAIS FORAM TODOS POSITIVOS, RATIFICANDO O INTERESSE PELOS CRÉDITOS QUE POSSIBILITEM REALIZAÇÕES DE OBJETIVOS PESSOAIS, FAMILIARES OU EMPRESARIAIS.

- PARTICIPANTES ATIVOS CONSOLIDADOS (CONSORCIADOS)
  - 43,3 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 34,3 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
    CRESCIMENTO: 26,2% 

- VENDAS DE NOVAS COTAS (NOVOS CONSORCIADOS)
  - 11,00 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  -   5,15 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
    CRESCIMENTO: 113,6% 

- VOLUME DE CRÉDITOS COMERCIALIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 78,35 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 32,38 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
    CRESCIMENTO: 142% 

- TÍQUETE MÉDIO (VALOR MÉDIO DA COTA NO MÊS)
  - R$ 7,3 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 6,2 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
    CRESCIMENTO: 17,7% 

- CONTEMPLAÇÕES
  (CONSORCIADOS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE CONTRATAR SERVIÇOS)
  - 5,11 MIL (JANEIRO-MAIO/2017)
  - 4,15 MIL (JANEIRO-MAIO/2016)
    CRESCIMENTO: 23,1% 

- VOLUME DE CRÉDITOS DISPONIBILIZADOS (ACUMULADO NO PERÍODO)
  - R$ 28,42 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2017)
  - R$ 23,12 MILHÕES (JANEIRO-MAIO/2016)
    CRESCIMENTO: 22,9% 
..........................................................................................................................................................................................


OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA DE CONSÓRCIOS PODEM SER ENCONTRADAS NO SITE www.abac.org.br.
Clique em A ABAC e conheça nossas cartilhas:
Prof. Ábaco e seus alunos: uma história de bons colegas,
um grande mestre e as melhores aplicações.
Consórcio, a arte de poupar em grupo!
Consórcio + FGTS = Casa Própria.

Baixe também a Planilha de Custos para controlar seu orçamento mensal que está inserida na cartilha Consórcio, uma poupança programada.

ACOMPANHE TAMBÉM OS CONSÓRCIOS PELO TWITTER www.twitter.com/abacweb.

JORNALISTA, CADASTRE-SE NA SALA DE IMPRENSA DO NOSSO SITE - www.abac.org.br

ATENÇÃO: ACESSE O SITE DA ABAC.
VOLTADO AO CONSUMIDOR, O PORTAL CONTA COM UMA ESTRUTURA SIMPLES E INTUITIVA PARA INCENTIVAR O LEITOR A NAVEGAR E CONHECER MAIS SOBRE OS CONSÓRCIOS.

CONHEÇA A NOVA CAMPANHA: CONSÓRCIO, COMPRA COLABORATIVA.

CONTA AINDA COM RECURSO PARA GARANTIR ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL: UM TRADUTOR DE TEXTOS DO PORTUGUÊS PARA LIBRAS.

                       
Mais informações:
Jornais, Emissoras de Televisão,                                                 
Revistas, Sites e Emissoras de Rádio
Claudio Licciardi                                   
Celular: (11) 9.8258-0444                       

Assessoria Abac

Rua Avanhandava, 126 - 5º andar

São Paulo - SP - CEP 01306-901

Tel.:(11) 3231-5022